MENU

Flu tenta esquecer mexicanos, bater o América, o do Rio, e embalar

Flu tenta esquecer mexicanos, bater o América, o do Rio, e embalar

Atualizado: Quarta-feira, 9 Março de 2011 as 9:50

“Vamos procurar nos concentrar um pouco no Carioca”. As palavras de Leandro Euzébio definem o momento do Fluminense. Por mais que seja impossível evitar o assunto Libertadores, o time tenta se concentrar apenas no Estadual. A próxima partida pela competição internacional será realizada somente daqui a duas semanas, contra o América do México, no dia 23, no Engenhão. O jogo pode aumentar ou acabar com as esperanças da torcida tricolor no torneio. Mas não é este o América que o Fluminense enfrenta nesta quarta-feira, às 19h30m (horário de Brasília), no Engenhão. O adversário é o tradicional América do Rio de Janeiro mesmo. E a competição é estadual, válida pela segunda rodada da Taça Rio, o objetivo tricolor no momento.

  A partida terá transmissão ao vivo no Premiére, através do sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Temo Real, com vídeos. O árbitro do duelo será João Batista de Arruda, que terá como auxiliares Daniel do Espírito Santo Parro e Ivan Silva Araújo.

Fluminense: uma nova vitória na Taça Rio ajuda a apagar de vez qualquer vestígio de crise, pelo menos até o próximo jogo da Libertadores. O triunfo ajudaria também a deixar o clima mais leve para a semana que antecede o clássico com Flamengo.

América: é a chance de o time rubro se afastar de vez da zona de rebaixamento. Com sete pontos, na 13ª posição (duas acima da zona de rebaixamento) geral no Estadual, vencer o jogo contra o Flu será crucial também para dar moral e sonhar com a classificação para a semifinal no segundo turno.

Fluminense: sem coletivos, Muricy Ramalho não indicou o time que entrará em campo. Mas a tendência é que alguns jogadores poupados da partida contra o Resende voltem ao time titular. São os casos de Carlinhos, Diguinho e Conca. Eles devem entrar nas vagas de Julio Cesar, Fernando Bob e Marquinho, que participaram da vitória de sábado. O resto do time deve ser o mesmo do último jogo. A equipe titular deve ser formada com Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Souza e Conca; Araújo (Emerson) e Rafael Moura.

América: com a expulsão de Maciel na vitória por 2 a 0 sobre o Cabofriense, o técnico Lulinha foi obrigado a mexer no time. Felipe Assis ganha a vaga na lateral-esquerda. Ruy Netto, que veio do futebol português, tem uma chance no meio de campo. A base do time é a mesma que venceu na estreia da Taça Rio, com a seguinte formação: Paulo Wanzeler; Michel, Luiz Antônio e Felipe Assis; Ives, Mario Cesar, Bruno Reis e Ruy Netto (Gustavo Correia); Diguinho e Hugo.

Fluminense: o lateral-direito Mariano foi um dos principais jogadores contra o Resende. Pelo seu lado do campo foram criadas as melhores oportunidades. Durante a semana, Muricy treinou muito as jogadas de linha de fundo e o lateral é uma das apostas para municiar o ataque.

América: o apoiador Diguinho, que já defendeu o Botafogo, atuará no ataque ao lado de Hugo. No jogo-treino contra o time de juniores, na segunda-feira, ele chegou a fazer três dos quatro gols na vitória do time titular.

Diogo, volante do Fluminense: “Tem de pensar no América. Deixa para pensar no Fla-Flu a partir de quinta-feira. O América é uma grande equipe e temos que respeitá-los.”

Bruno Reis, meia do América: “Podemos ganhar. O Fluminense tem uma vantagem técnica, mas o time do América pode vencer na vontade. Temos visto muitos jogos equilibrados no Estadual e precisamos limpar a imagem do time que ficou na Taça Guanabara."

* Fluminense e América se enfrentaram 246 vezes na história, com vantagem para o Tricolor. Nesses jogos, o Flu conquistou 126 vitórias, contra 66 triunfos do América e mais 54 empates. Foram 460 gols do time das Laranjeiras, contra 311 do rival.

* Pertence ao Fluminense a maior goleada registrada no confronto. Na oportunidade, no dia 27 de janeiro de 2002, o Tricolor fez 8 a 0 pelo Torneio Rio-São Paulo, em Édson Passos. Os gols foram de César, Paulo César, Flávio, Magno Alves (2) e Roger (3).

* A última derrota do Fluminense no Campeonato Carioca diante de uma equipe de menor expressão foi na quarta rodada do Estadual de 2009, quando foi derrotado pelo Duque de Caxias por 3 a 2, em Xerém. Nos últimos 28 jogos diante dos pequenos, o Flu venceu 24 vezes e obteve quatro empates.

    Mal em campo, o Fluminense só empatou com o América por 1 a 1, no dia 13 de março de 2010, no Engenhão, e perdeu os 100% de aproveitamento na Taça Rio na ocasião. A equipe sentiu a falta de três dos seus titulares que não puderam estar em campo (Conca, Diguinho e Julio Cesar) e chegou a tomar um sufoco do adversário nos minutos finais daquele jogo.

A equipe que foi a campo foi formada com Rafael, Cássio, Dalton e Leandro Euzébio; Mariano, Diogo (André Lima), Everton, Marquinho e Thiaguinho (Dieguinho); Wellington Silva (Alan) e Fred. Marquinho foi o autor do gol tricolor. Júnior fez para o América.    

veja também