MENU

Flu vence o Grêmio e se mantém na liderança do Brasileirão

Flu vence o Grêmio e se mantém na liderança do Brasileirão

Atualizado: Domingo, 8 Agosto de 2010 as 6:15

O Brasileirão segue com o mesmo líder. Com uma atuação segura e sendo ameaçado de fato apenas no fim do jogo, o Fluminense venceu o Grêmio por 2 a 1, neste domingo, em pleno Olímpico, pela 13ª rodada da competição. Os gols que aumentaram o calvário do Tricolor gaúcho foram marcados por Mariano e Emerson. André Lima descontou para os donos da casa, que jogaram com um homem a mais em boa parte do segundo tempo.

Com a vitória, o clima nas Laranjeiras não poderia ser melhor. Além da liderança, o Fluminense consegue alcançar a marca de dez jogos invictos (oito vitórias e dois empates) e passou a somar 29 pontos no Brasileirão.

Já a situação do Grêmio continua delicada. O time do técnico Silas, que negou ter pedido demissão na concentração e está sendo cotado para assumir o São Paulo, continua na zona de rebaixamento com apenas 12 pontos conquistados, tendo vencido apenas duas vezes (contra Avaí e Atlético-MG) na competição. O seu último triunfo foi no dia 3 de junho. Desde a volta da Copa do Mundo, foram quatro empates e duas derrotas no Brasileiro, além do empate por 1 a 1 com o Goiás, na última quinta, pela Copa Sul-Americana.

Na próxima rodada, o Tricolor Gaúcho recebe o Guarani, domingo, em Porto Alegre. Já o Fluminense enfrenta o Internacional, também no domingo, no Maracanã.

Mariano e Emerson abrem o placar para o Flu

O Fluminense começou o primeiro tempo mostrando que não iria mudar a sua forma de jogar fora de casa. Logo nos primeiros segundos, Emerson quase abriu o placar em bobeada da zaga adversária. A resposta veio em um chute despretensioso de Roberson. A partir daí o jogo passou a ser mais estudado, com os times errando muitos passes. Aos poucos, porém, o Fluminense foi passando a ter maior domínio no meio-de-campo e isso foi convertido em gols. Aos 16, Mariano cobrou falta da intermediária, a bola desviou e acabou enganando o goleiro Marcelo Grohe.

O Grêmio bem que tentou responder no minuto seguinte, em jogada aérea. Só que William Magrão cabeceou mal e desperdiçou boa oportunidade. Mas os donos da casa sofreram novo baque aos 18 minutos. Livre no meio, Conca deu excelente passe para Emerson. O atacante driblou o goleiro e ampliou para o Fluminense: 2 a 0.

Emerson comemora seu gol junto com os companheiros (Foto: Photocamera)  

Com a desvantagem no placar, o Grêmio passou a ter mais a iniciativa do jogo e a pressionar. As jogadas aéreas foram as mais tentadas, seja em cruzamentos ou escanteios. Mas não houve uma chance tão boa como a que Mariano teve, aos 26, quando o Fluminense finalizou pela sétima vez. Na verdade, os donos da casa passaram a ter mais a posse de bola enquanto os visitantes optaram por explorar os contra-ataques. Só aos 35 que o Grêmio criou uma boa oportunidade. Adilson lançou Maylson pelo lado esquerdo da área. Este chegou chutando forte e obrigando a Fernando Henrique a fazer boa defesa, mas o árbitro não viu o desvio do goleiro e nem marcou o escanteio.

O lance pareceu ter acordado o Fluminense, que teve mais duas boas chances de ampliar depois disso. Na primeira, Diguinho desarmou no meio e arriscou chute perigoso. No escanteio, houve um bate-rebate na área, mas a defesa conseguiu se salvar. O jogo voltou a dar uma equilibrada, mas nos minutos finais os dois times poderiam ter marcado. Aos 44, Emerson recebeu pela esquerda e arriscou o chute ao invés de cruzar para Washington. Aos 46, o Grêmio tabelou na entrada da área e a bola sobrou para André Lima finalizar. Mas Fernando Henrique fez excelente defesa com o pé fazendo os donos da casa irem para o intervalo debaixo de vaias.

Grêmio não aproveita vantagem numérica

Na volta para o segundo tempo, o torcedor gaúcho aplaudiu a substituição feita por Silas, que trocou Adilson por Souza, voltando de lesão. Muricy Ramalho também mexeu no time trocando Emerson por Rodriguinho.

O Grêmio voltou para o jogo tomando mais a iniciativa e tentando diminuir o placar o quanto antes. No primeiro minuto, André Lima cabeceou obrigando Fernando Henrique a fazer defesa. Nos minutos seguintes, a pressão continuou, principalmente pelo fato de a posse de bola ser praticamente dos donos da casa. Bem recuado, o Fluminense seguiu apostando nos contra-ataques. Como aos 11, quando o time saiu triangulando pela esquerda e conseguiu escanteio. Após a cobrança, houve rebote para Mariano, que arriscou chute forte de longe, levando perigo.

Aos 16, o jogo começou a ter indícios de que iria mudar quando Fernando Bob recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Isso fez Muricy Ramalho colocar Marquinhos no lugar de Rodriguinho, que acabara de entrar.

Silas lamenta chance desperdiçada contra o Flu

(Foto: Lucas Uebel / Agência Estado) Ao invés de recuar, o Fluminense tentou adiantar a marcação e prender a bola no seu ataque, principalmente sob a batuta de Conca e Washington. Apesar de ter um homem a mais, o Grêmio continuou sem conseguir articular as jogadas e criar lances de perigo. Só aos 29, em chute de fora da área de Roberson, e aos 33, com Souza, que o time ameaçou. Mas nada se compara à oportunidade desperdiçada por André Lima, aos 35. Livre de marcação, o atacante recebeu a bola dentro da pequena área, mas chutou por cima do gol.

O Fluminense respondeu quase na mesma moeda, mas Washington finalizou em cima de Rodrigo, desperdiçando o que poderia ser o terceiro gol. O Grêmio só conseguiu ser eficiente nos minutos finais do jogo. Foi quando Souza cruzou para André Lima, que dominou no peito e diminuiu a vatangem: 2 a 1.

Nos acréscimos, o Fluminense poderia ter matado o jogo num contra-ataque. Julio César deixou Washington cara a cara com Marcelo Grohe, mas a finalização do atacante bateu na trave. Mas a chance desperdiçada não fez falta e o time volta para o Rio de Janeiro com a liderança.     Por GLOBOESPORTE.COM Porto Alegre

veja também