MENU

Franck Caldeira supera perda da mãe e tenta surpreender na São Silvestre

Franck Caldeira supera perda da mãe e tenta surpreender na São Silvestre

Atualizado: Sexta-feira, 31 Dezembro de 2010 as 7:42

A morte da mãe, em agosto, foi um baque inesperado para o mineiro Franck Caldeira. Conhecido por ter um humor rápido e soltar frases engraçadas, o corredor admite que teve problemas para superar a perda. Um mês depois, no entanto, reuniu forças e foi para a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. A vitória não veio por pouco (ficou em segundo lugar), mas ele afirma que isso deu forças para que seguisse em frente.

Franck (à esquerda) com Marílson e Damião (João Gabriel Rodrigues / GLOBOESPORTE.COM)   - Todo mundo diz que a vida continua, mas foi um baque. Ela foi a pessoa que mais me motivou. Foi uma tristeza grande. Na Meia Maratona, faltou motivação, mas foi uma boa prova. Na Volta da Pampulha, faltou mesmo pernas. Não foi um ano legal. Mas é importante estar aqui e torcer para que a vitória fique para um brasileiro.

Último do país a ser campeão da São Silvestre, Franck confessa que não está em sua melhor forma. Com mais uma brincadeira, porém, diz já ter sua estratégia pronta.

- Não vou mentir, não fiz a preparação certa. Quero correr os 15 km e fazer uma boa prova. Mas torço para o Marílson, que já tem o favoritismo, quebrar o ritmo de uns cinco africanos e, quem sabe, no fim eu passe pelo Kwambai e dê tchauzinho – brincou.

Longe de sua melhor fase, Franck aposta na vontade de fazer uma boa prova para poder brilhar na São Silvestre nesta sexta.

- Quero fazer uma corrida inteligente, sem imprimir um ritmo tão forte no começo. Para esse ano, tenho que correr com o coração - disse.

A largada da prova feminina da São Silvestre será às 16h30m, e a masculina às 16h47m, com transmissão ao vivo da Rede Globo. A previsão é de pancadas de chuvas na parte da tarde.

veja também