MENU

Fred garante a vaga do Flu na segunda fase da Copa do Brasil

Fred garante a vaga do Flu na segunda fase da Copa do Brasil

Atualizado: Quinta-feira, 11 Março de 2010 as 12

Com uma atuação abaixo da média e contra um goleiro em noite inspirada, o Fluminense suou para fazer 2 a 0 no Confiança, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela primeira fase da Copa do Brasil, e seguir adiante na competição. Fred, em cobrança de falta e de cabeça, foi o responsável pelos gols que valeram a classificação.

O resultado, conquistado diante de apenas 5.445 torcedores - 2.360 pagantes -, pôs o Tricolor na segunda etapa da competição. O adversário será o Uberaba, que derrotou o Londrina por 2 a 0, gols de Dinei e Ivonaldo, no estádio Felipão, em Paranavaí - na partida de ida, o time mineiro venceu por 1 a 0 no Uberabão. O primeiro confronto acontece já na próxima quarta-feira, em Uberaba. Nesta fase ainda valerá o critério de eliminação com vitória por dois ou mais gols de diferença.

Pantera faz milagres no primeiro tempo

Se o Fluminense entrou disposto a garantir a classificação logo na primeira etapa, esbarrou na agilidade de Pantera. O Tricolor até foi melhor nos 45 minutos iniciais, mas parou nas sensacionais defesas do goleiro sergipano.

Com domínio territorial, o time de Cuca encontrou dificuldades para furar o bloqueio do Confiança até que Thiaguinho, aos nove, apareceu pela esquerda e deixou Fred em boa condição. Livre na pequena área, o atacante escorou para grande defesa de Pantera.

Se Conca não aparecia bem no meio-campo, Mariano, mais uma vez, era o responsável pela armação de jogadas. Aos 12, Wellington Silva arriscou bom chute de fora da área e parou no goleiro rival. No minuto seguinte, o primeiro susto do Confiança. Alex Franco recebeu na meia-lua e bateu colocado. Rafael se esticou todo e impediu o gol.

Aos 15, não foi o goleiro da equipe de Aracaju que atrapalhou o trabalho do Flu. Conca chutou colocado, a bola explodiu no travessão, tocou a linha do gol e Fred, sozinho, cabeceou para fora no rebote. Diante da ineficiência tricolor, o Confiança começou a se soltar e assustou em alguns contra-ataques.

Com espaços, o Fluminense voltou a sufocar, mas Pantera continuava irritando o torcedor que esteve presente no Maracanã. Aos 27, ele soltou chute de Conca nos pés de Wellington Silva, que emendou de primeira e acertou o goleiro. A bola saiu pela linha de fundo, mas o juiz atendeu à marcação errada de seu auxiliar, dando impedimento. Dois minutos depois, mais um milagre do camisa 1 sergipano. Fred deixou Leandro Euzébio na cara do gol, o zagueiro driblou o arqueiro e rolou para Wellington Silva definir. Pantera mais uma vez fechou o gol.

Assista aos gols da partida:

O garoto de 17 anos, por sinal, novamente chamou a atenção pela personalidade. Com jogadas individuais, buscava espaços. Aos 39, lance polêmico: Leandro Euzébio recuou para Rafael, que fez a defesa. Lance não marcado pela arbitragem.

Nos minutos finais da primeira etapa, o Tricolor partiu para o abafa e deixou espaços na defesa. Aos 40, Fred serviu Mariano, que, do bico da pequena área, encheu o pé e...parou em Pantera. Quatro minutos depois, calafrios no torcedor do Flu: Cristiano recebeu lançamento do campo de defesa, ganhou a dividida com Cássio e ficou cara a cara com Rafael. A conclusão saiu fraca para a defesa do goleiro.

Foi o suficiente para irritar o torcedor, que esperava um início de noite mais tranquilo e vaiou a equipe na saída para o intervalo. A atuação ruim deixou até mesmo Fred desnorteado, e o atacante errou o túnel de descida para o vestiário, indo parar no lado sergipano.

Fred decide e classifica o Flu

A segunda etapa começou da mesma forma, com o Flu pressionando e Pantera fechando o gol. Aos três minutos, Conca cobrou falta da entrada da área e parou no goleiro adversário. Cinco minutos depois, o Confiança se assanhou no ataque e Vovô quase marcou após chute que desviou na zaga e enganou Rafael.

O lance, no entanto, foi isolado, e o Tricolor seguiu no campo ofensivo. Aos 16, finalmente a muralha foi superada. Em cobrança de falta pelo lado esquerdo de ataque, Conca rolou para Fred, que encheu o pé. Pantera pela primeira vez falhou e aceitou: 1 a 0. Em vantagem, Cuca optou por sacar Wellington Silva, então sumido em campo, por Marquinho.

O Tricolor manteve o ímpeto ofensivo, mas raramente penetrava na área rival. A tarefa do time carioca foi facilitada aos 23, quando Leonardo recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Na sequência, Conca chutou forte de fora da área, e Pantera novamente apareceu bem. O duelo do argentino com o goleiro teve continuidade aos 29, em falta bem cobrada e defendida pelo sergipano. No rebote, André Lima cruzou na medida para Leandro Euzébio. O zagueiro, sem goleiro, cabeceou para fora.

A esta altura, a partida já tinha se tornado treinamento de ataque contra defesa, e o Flu abusou do direito de perder gols. Aos 32 e aos 35, André Lima e Willians chutaram para fora oportunidades na frente de Pantera. Aos 42, no entanto, o carrasco do goleiro sergipano reapareceu: após cobrança de escanteio de Mariano, Fred surgiu livre na pequena área para testar e fechar o placar.

Por: Cahê Mota

veja também