MENU

Furacão e Peixe duelam para ver quem consegue acordar no Brasileiro

Furacão e Peixe duelam para ver quem consegue acordar no Brasileiro

Atualizado: Quarta-feira, 21 Julho de 2010 as 8:59

Atlético-PR e Santos se enfrentam às 21h50m (de Brasília), nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, com o mesmo objetivo: acordar após a parada para a Copa do Mundo. Desde que o Brasileirão recomeçou, ambas as equipes sofreram duas derrotas, sendo uma dentro e outra fora de casa.

O Peixe ao menos vinha bem antes do Mundial e agora está em nono lugar, com 12 pontos. O Furacão, por sua vez, só venceu duas das nove partidas que disputou no campeonato e está na incômoda vice-lanterna, com sete pontos. O Santos não terá o seu camisa 10, Paulo Henrique Ganso, enquanto que o time da casa, que tem a pior defesa do campeonato, vai jogar sem Manoel, Eli Sabiá e Chico, todos suspensos.

A TV Tribuna transmite a partida para a Baixada Santista. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM detalha todos os lances.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Sem Ganso e com problemas extracampo

Robinho e Wesley juntos no treino do Santos. Clima

de paz (Foto: Reprodução / Globoesporte.com) O principal desfalque do Santos será o meia Paulo Henrique Ganso, suspenso com três cartões amarelos. O técnico Dorival Júnior não quis revelar quem será o substituto, nem mesmo quais jogadores possuem chances de herdar a camisa 10. Zé Eduardo e Madson são os mais cotados, com o lateral-direito Danilo, que pode jogar de maneira improvisada, correndo por fora.

Já na zaga, o treinador não contará com Durval, suspenso pelo mesmo motivo de Ganso. Para essa função, porém, não há dúvidas. Bruno Aguiar vai para o jogo. Apesar de sair derrotado do duelo contra o Fluminense, por 1 a 0, no último domingo, na Vila Belmiro, Dorival gostou do rendimento da equipe e avisou que não vai deixar ela menos ofensiva por causa do tropeço.

- Se meu time perder igual foi no domingo, vou ser o treinador derrotado mais satisfeito do mundo. Se tivermos receio, nós voltamos para o tradicional e essa equipe não tem essa característica – afirmou.

Durante a semana, o treinador teve que administrar problemas fora de campo, como uma briga entre o atacante Robinho e o meia Wesley, ocorrida na concentração antes do duelo o Fluminense. No clube, todos garantem que o episódio já foi superado.

Outra dor de cabeça do treinador é assédio do exterior em cima dos Meninos da Vila. A diretoria recebeu uma proposta de 20 milhões de euros por Neymar (ou R$ 46 milhões) do Chelsea, da Inglaterra, e já recusou. Quanto ao principal reforço do time para o segundo semestre, o atacante Keirrison, emprestado pelo Barcelona, da Espanha, o treinador ainda não conta com o atacante por ele estar fora de forma.

Furacão no fio da navalha

Carpegiani tem problemas com a defesa mais

vazada do Brasileirão (Foto: Getty Images) A situação é preocupante, e o cenário incomoda. O Atlético-PR tem a pior defesa do Campeonato Brasileiro. O time sofreu 20 gols em nove jogos. Para piorar, do outro lado estará o melhor ataque da competição, junto com Corinthians, Avaí e Internacional, todos com 16 gols.

Neste duelo de ataque contra defesa, o Atlético ainda terá desfalques na zaga, já que Manoel, Eli Sabiá e Chico estão suspensos. Sendo assim, o técnico Paulo César Carpegiani deve escalar Rhodolfo, Bruno Costa e Leandro, já que Alex Fraga, que retornou de empréstimo, não teve o seu nome divulgado no Boletim Informativo Diario (BID) da CBF. As constantes mudanças, aliás, são apontadas pelo treinador como motivos dos números tão ruins da retaguarda.

- Tivemos problemas com cartões, mas estamos tentando encontrar uma solução. Esta é uma fase de transição, onde não estamos podendo dar continuidade. Este problema ocorre por causa disso - afirmou.

Mesmo assim, o técnico fez ainda mais alterações na equipe. A intenção é sair de uma rotina que tem perseguido o Furacão desde 2007. Nos últimos quatro anos o Atlético sempre tem começado o Brasileiro em queda ou já na zona de rebaixamento, fazendo com que uma custosa reação durante o campeonato gere apenas uma posição intermediária no fim do ano.

Para fugir desta sina, uma destas alterações seria a entrada do volante Olberdam, que estava no Sporting Braga, de Portugal. Porém, como o nome do jogador não apareceu no BID nesta terça-feira, Fransérgio será mantido na equipe.

A última mudança do Atlético em relação ao time que perdeu para o Vasco é a presença do volante Deivid, de 21 anos. Segundo Carpegiani, a opção tem a ver com o adversário.

- O Deivid é mais rápido e tem um estilo mais semelhante ao tipo de jogo que será contra o Santos. Além disso, é um jogador com muita disposição física - argumentou.  

veja também