MENU

Furacão goleia o Cascavel na Arena da Baixada

Furacão goleia o Cascavel na Arena da Baixada

Atualizado: Segunda-feira, 29 Março de 2010 as 12

Pepe Toledo marca o seu primeiro gol com a camisa atleticana logo aos 20 segundos de jogo. Prenúncio de uma goleada que poderia acontecer na Arena da Baixada? Sim, era. Como forma de presente para a torcida em comemoração aos 86 anos do clube, completados na sexta-feira, o Atlético-PR massacrou o Cascavel neste sábado, pela segunda rodada da fase final do Campeonato Paranaense: 5 a 0. Foi a segunda goleada do Furacão em apenas dois jogos. Na quarta-feira, o time já havia vencido o Corinthians-PR, por 4 a 1.

Com a vitória, o Rubro-Negro chega à liderança do octogonal, com sete pontos em apenas dois jogos – um é proveniente da segunda colocação garantida na primeira fase. O Coritiba, que enfrenta o Corinthians-PR neste domingo, às 15h50m (de Brasília), no Couto Pereira, é o vice-líder, com cinco. O Cascavel agora ocupa a lanterna da competição, ainda sem pontuar. Na primeira rodada, o time do oeste do estado teve seu jogo contra o Operário adiado para a próxima quarta, por conta da chuva.

Quatro gols no primeiro tempo

O Furacão só precisou de 20 segundos para abrir o placar. O zagueiro Gílson errou na saída de bola, e Bruno Mineiro aproveitou para arrancar. Ele tentou passar pelo goleiro, mas a bola sobrou para o argentino Pepe Toledo marcar o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra.

Sem dar espaços para o Cascavel, o Atlético manteve sua blitz no campo de ataque. Aos sete minutos, saiu o segundo gol, novamente com a participação da dupla de ataque. Dessa vez, Pepe Toledo ajeitou para Bruno Mineiro, que acertou um lindo chute de fora da área, sem chance de defesa para o goleiro Veloso.

No minuto seguinte, Bruno Mineiro aproveitou cruzamento de Raul e meteu a cabeça na bola. Ela passou com perigo, raspando a trave do Cascavel. Em seguida, Paulo Baier lançou Pepe Toledo. O argentino bateu, mas Veloso espalmou. A primeira chegada do time do oeste do estado aconteceu só aos 22 minutos. Gílson partiu pela esquerda, pedalou e bateu cruzado, para a defesa do goleiro Neto.

Assista aos gols da partida:

A pressão do Atlético seguiu até sair o terceiro gol, aos 36 minutos. Paulo Baier lançou Bruno Mineiro, o atacante rolou para Pepe Toledo, que não foi fominha e encontrou Raul livre na direita, já dentro da área do Cascavel. O lateral bateu, o goleiro ainda tentou espalmar, mas a bola entrou.

O quarto gol saiu de mais uma jogada do camisa 10 atleticano. Paulo Baier aproveitou a sobra após cruzamento de Netinho e lançou Rhodolfo. O zagueiro-artilheiro cortou o defensor e bateu para o fundo das redes.

Ritmo cai, mas Bruno Mineiro marca

O Furacão começou a segunda etapa sem marcar logo no início, mas partiu para cima do Cascavel. O primeiro lance de perigo aconteceu aos sete minutos. Raul fez grande jogada e cruzou na cabeça de Pepe Toledo, que desviou para o chão e quase surpreendeu o goleiro. Quatro minutos depois, Netinho bateu bem de fora da área, e a bola passou por cima do gol.

Mas foi aos 15 que a torcida realmente se empolgou. Netinho arrancou no campo de ataque, deixou quatro adversários para trás e tocou para Pepe Toledo, que bateu e acertou a trave. Na sobra, Netinho ainda tentou de novo, mas mandou pela linha de fundo. Aos 18, o quinto gol. O argentino cruzou uma bola açucarada para Bruno Mineiro, agora artilheiro do Campeonato, com oito gols, cabecear com categoria no canto. Na temporada, ele já tem 11.

O jogo seguiu, mas com um ritmo bem menos intenso que o do primeiro tempo. As trocas feitas no time do Cascavel não surtiram efeito, enquanto as do Atlético não mudaram muita coisa. Aos 43, Bruno Mineiro ainda teve a chance de fazer o seu terceiro, mas o golerio Veloso evitou, mandando para escanteio. Fim de jogo, goleada rubro-negra.

veja também