MENU

Gabeira vê Maya competindo pela primeira vez: 'Essas marolas...'

Gabeira vê Maya competindo pela primeira vez: 'Essas marolas...'

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 4:51

Fernando Gabeira acordou cedo nesta quinta-feira e correu para a praia da Barra da Tijuca. Todo de branco, com uma câmera pendurada no pescoço, não queria perder um lance da estreia da filha. Era a primeira vez que a veria competindo. Maya, especialista em ondas gigantes, foi convidada para o Rio Pro, quinta etapa do Circuito Mundial feminino.

- Essas marolas... – dizia baixinho, preocupado, enquanto a filha se aquecia. ? componente_materia>

Gabeira acompanha Maya no Rio Pro e lamenta tamanho das ondas (Gabriele Lomba / Globoesporte.com) Maya Gabeira torcia para as ondas, de ressaca no fim de semana, continuarem grandes. Quando chegou na praia da Barra da Tijuca, porém, se deparou com “marolas” de 1m – 1,5m nas séries maiores. Ela terminou em terceiro e caiu para a repescagem, junto com a australiana Jesse Miley-Dyer, campeã do WQS. A havaiana Carissa Moore, líder do ranking, passou direto para a terceira fase.

O mar não ajudou nenhuma das surfistas. Dos 30 minutos, sete seguidos foram de marasmo. Maya pegou apenas duas ondas pequenas e ganhou 1,43 e 2,13.

- Foi legal, só faltou onda - disse.

Na segunda bateria do dia, contra a havaiana Coco Ho, Maya conseguiu pegar sete ondas, mas as maiores notas foram 2,17 e 2,00. Perdeu por combinação. Saiu da água rapidamente e foi embora ao lado do pai.

Fernando Gabeira raramente vê a filha, moradora da Califórnia. Ele, por sua atuação durante a ditadura militar (sequestro do embaixador americano), é até hoje proibido de entrar nos Estados Unidos.

- Ele estava mais nervoso do que eu. Ficou resmungando o tempo todo das ondas - ri - Mas eu sabia que seria difícil. As meninas estão mais bem preparadas do que eu nessas condições.

Na véspera da estreia, ao cruzar com a americana Courtney Conlogue em um quiosque, Maya brincava.

- Estou no campeonato, dá para acreditar nisso?

Primeira fase feminina:

1: Tyler Wright (AUS) 14,27, Courtney Conlogue (EUA) 10,17, Claire Bevilacqua (AUS) 4,70

2: Silvana Lima (BRA) 12,50, Paige Hareb (NZL) 11,17, Felicity Palmateer (AUS) 9,47

3: Carissa Moore (HAV) 8,30, Jessi Miley-Dyer (AUS) 5,00, Maya Gabeira (BRA) 3,56

4: Sally Fitzgibbons (AUS) 13,84, Laura Enever (AUS) 11,07, Andrea Lopes (BRA) 9,23

5: Stephanie Gilmore (AUS) 12,16, Pauline Ado (FRA) 8,43, Suelen Naraisa (BRA) 7,17

6: Sofia Mulanovich (PER) 12,83, Coco Ho (HAV) 10,87, Alana Blanchard (HAV) 9,30  

veja também