MENU

Gabriel chama atenção para a liderança positiva de Gilberto Silva

Gabriel chama atenção para a liderança positiva de Gilberto Silva

Atualizado: Quinta-feira, 26 Maio de 2011 as 9:49

Gilberto Silva deixou o Panathinaikos como capitão (Foto: Divulgação)

  Enquanto negociava na Grécia sua liberação do Panathinaikos, para poder prorrogar sua permanência no Grêmio por mais três anos, Gabriel conversou com um ex-companheiro de clube. O lateral-direito falou com o volante Gilberto Silva, a quem entregou um recado do técnico gremista Renato Gaúcho.

- Giba, estamos te esperando lá - falou Gabriel, referindo-se a Porto Alegre.

Não por acaso, poucos dias depois de anunciar a renovação com o lateral, a diretoria do Grêmio oficializou a contratação do volante. No clube gaúcho, Gabriel e Gilberto Silva reprisarão uma parceria formada por duas temporadas no Panathinaikos.

- O Gilberto Silva dispensa apresentação. É um cara super profissional. Tive a oportunidade de trabalhar com ele dois anos no Panathinaikos. É super positivo para o grupo. Sem dúvida vai acrescentar, não é à toa que ele jogou dez anos na Seleção - destacou Gabriel.

Ainda na Grécia, Gabriel já havia recebido de Gilberto Silva a indicação de acerto com o Grêmio:

- Estive na Grécia para resolver a minha situação, e o Grêmio já havia demonstrado interesse nele há um tempo. O Renato disse que o interesse continuava, então eu falei 'Giba, estamos te esperando lá'. Ele disse que o empresário estava acertando tudo, e ficamos felizes que agora ele vai jogar no Grêmio.

A apresentação de Gilberto Silva no Grêmio ainda não foi marcada. Nesta quarta-feira ele disputou a partida de despedida no Panathinaikos. A ideia, caso a janela de transferências não seja antecipada, é permitir que o jogador receba alguns dias de férias. Mas o preparador físico Flávio de Oliveira ainda vai estudar com Renato Gaúcho e com o jogador a melhor solução.

- O Gilberto tem uma história muito bonita na carreira, são dez anos na Europa. Lá não é que se treina menos, mas tem uma cultura de trabalho diferente. Ele vai demandar uma atenção, vamos fazer os testes, conversar. A questão é ser sábio, saber a hora de segurar, de jogar. Como ele está jogando isso vai dar uma ajuda boa no nosso trabalho - afirmou Flávio de Oliveira.          

veja também