MENU

Gabriela Teixeira é campeã da primeira etapa do Circuito Brasileiro de Surfe Feminino na Pororoca

Gabriela Teixeira é campeã da primeira etapa do Circuito Brasileiro de Surfe Feminino na Pororoca

Atualizado: Sexta-feira, 9 Maio de 2008 as 12

Surfista carioca, em total sintonia com a onda, arrasa e com uma nota 8 conquista o título inédito em Arari, MA

Em uma final emocionante, entre duas estreantes na Pororoca, a carioca Gabriela Texeira radicalizou nas manobras e faturou a primeira etapa do Circuito Brasileiro de Surfe Feminino na Pororoca, no Rio Mearim, em Arari, MA. O segundo lugar ficou com a catarinense Marina Werneck.

"Estou muito emocionada, surfar na Pororoca é uma sensação única, indescritível. Precisamos entender a onda, entrar em sintonia com ela. E vencer ainda... Nossa, sem palavras. Estou muito nervosa", disse Gabi, que chorou ao saber da vitória. A carioca, de apenas 19 anos, já está ansiosa para surfar novamente neste fenômeno.

Marina Werneck também ficou feliz com o resultado. A catarinense recebeu a nota 7 na final e comemorou a conquista.

"É totalmente diferente de qualquer outra onda que já surfei. Ficamos em harmonia com a natureza de uma maneira inexplicável", disse.

Além de Gabriela e Marina, participaram da disputa: Tita Tavares, atual campeã brasileira Suellen Naraisa (SP), Diana Cristina (PB), campeã do Circuito Petrobras em 2007, Lorena Vieira (MA), Brigitte Mayer (RJ) e Krisna de Souza (RN), que voltou a Pororoca pela primeira vez após ter sido campeã do Desafio Encontro das Águas, realizado no ano passado.

As baterias foram disputadas em excelentes condições: com 1 metro de onda e boa formação, sob influência da Lua Nova.

A Pororoca é um fenômeno de maré que ocorre no Norte do país, em algumas épocas do ano.  Em algumas regiões do Brasil, ela percorre mais de 12 quilômetros e é possível surfá-la por mais de trinta minutos.

O evento é organizado pela ABRASPO (Associação de Surfe na Pororoca), que convidou a produtora Laila Werneck, que junto com Pedro Falcão organiza  Circuito Petrobras de Surfe Feminino, para liderar esse movimento pioneiro.

Criado pela ABRASPO, o Projeto Pororoca reúne um conjunto sem igual de eventos e ações. A promoção do esporte, das artes, da preservação ambiental e do conseqüente desenvolvimento turístico, através da formação de um Roteiro Integrado de Turismo entre Pará, Amapá e Maranhão são os pontos fortes do projeto.

O Circuito Brasileiro de Surfe na Pororoca e o Festival da Pororoca, compreendidos pelo Projeto Pororoca, ocorrem nestes três estados, e constituem-se numa grande oportunidade comercial, bem como para o desenvolvimento sócio-ambiental e turístico das regiões de abrangência.

Como reconhecimento da importância do Projeto Pororoca para a criação deste roteiro turístico integrado, o Ministério do Turismo aprovou-o em primeiro lugar, entre duzentos projetos de prefeituras e secretarias estaduais de turismo de todo o Brasil, firmando convênio com a ABRASPO.

Próximas etapas do Circuito Brasileiro de Surfe Feminino na Pororoca:

17 a 22 de maio - Pará

02 a 06 de junho ? Amapá

veja também