MENU

Gaciba, sobre a decisão do primeiro turno: 'Tempo de acréscimo foi justo'

Gaciba, sobre a decisão do primeiro turno: 'Tempo de acréscimo foi justo'

Atualizado: Quinta-feira, 10 Março de 2011 as 4:04

O comentarista de arbitragem da Rádio Gaúcha, Leonardo Gaciba, falou sobre o tempo de acréscimos determinado pelo árbitro Márcio Chagas da Silva na partida entre Grêmio e Caxias, nessa quarta-feira, na decisão da Taça Piratini. Para ele, os seis minutos foram corretos:

- Durante a transmissão do jogo, aos 40 minutos do segundo tempo, o Pedro Ernesto me perguntou quantos minutos eu daria. E eu falei que achava justo seis minutos. Foi a minha sensação durante a partida - disse, durante o programa Globo Esporte, da RBSTV.

Gaciba ainda revelou que assistiu ao jogo novamente em sua casa e cronometrou o tempo em que a bola ficou parada. Segundo ele, a partida ficou interrompida por nove minutos e 37 segundos, o que provaria o acerto do juiz.

Durante os acréscimos, o goleiro do Caxias caiu no gramado e pediu atendimento. Até a bola voltar ao jogo, se passou dois minutos e 13 segundos. Para Gaciba, este foi o motivo do árbitro determinar mais dois minutos de jogo.

Lisca reclama de pênalti

O técnico Lisca, que pediu demissão do Caxias nesta sexta-feira alegando ter sido ameaçado, não reclamou dos acréscimos do árbitro, mas acha que Márcio Chagas da Silva cometeu outros erros a favor do Grêmio.

- É duro (perder o título), hoje de manhã foi difícil. Cansei de ganhar jogos no fim, isso faz parte do futebol. O que ele (árbitro) errou foi no pênalti que não marcou a nosso favor no início do jogo - lamentou Lisca, se referindo ao lance em que Gilson teria cometido falta dentro da área em Edenílson, logo aos dois minutos de jogo.    

veja também