MENU

Galo cede empate no fim, mas se garante nas semifinais

Galo cede empate no fim, mas se garante nas semifinais

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

O Atlético-MG teve dificuldades, mas conseguiu a vaga para as semifinais do Campeonato Mineiro. Nesta quarta-feira, mesmo com um jogador a mais durante mais da metade do jogo, o Galo, que vencia por 2 a 0, cedeu ao América-MG no fim da partida o empate - o terceiro seguido entre as equipes -, no Ipatingão, por 2 a 2.

A partida foi marcada por reclamações, faltas duras, erros de arbitragem, chances perdidas e quatro gols -  todos marcados no segundo tempo. Zé Luís e Carlos Alberto fizeram para o Galo. Joãozinho e Danilo - esse aos 46 da segunda etapa -, os do América.

Agora, o Atlético aguarda o vencedor do confronto entre Democrata-GV e Villa Nova, que se enfrentam nesta quinta-feira, às 19h30m (de Brasília), em Governador Valadares. Na primeira partida, o Democrata, conhecido como Pantera, venceu por 4 a 2 e pode perder por até dois gols de diferença, que, ainda assim, garantirá a vaga.

Fora da briga pelo Mineiro, o América começa a se preparar para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro. O Coelho fará a primeira partida diante do Bragantino.

Muitas chances e reclamações

Os treinadores atrasaram o anúncio das escalações até cinco minutos antes do início da partida. Tanto Vanderlei Luxemburgo quanto Mauro Fernandes esconderam as novidades do time. O Galo veio com três zagueiros, e o Coelho com Moisés no meio-campo.

O primeiro lance de perigo foi em uma falta para o América. Fábio Júnior recebeu uma pancada de Júnior. Na cobrança, Irênio chutou forte, mas Aranha voou e fez grande defesa. Em mais uma cobrança de falta, o América quase abriu o placar. Aos 17 minutos, Irênio rolou para Danilo, que soltou uma bomba. A bola explodiu na trave direita de Aranha, que já estava batido.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, Luxemburgo fez uma alteração de esquema tático, ainda no primeiro tempo. O zagueiro Cáceres sentiu uma lesão muscular e deixou o gramado, para a entrada de Leandro. Com isso, o Galo passou a atuar com apenas dois zagueiros, com Júnior no meio-campo e Leandro na lateral esquerda.

Após as mudanças, o Galo ficou em vantagem no número de atletas em campo. Aos 35 minutos, Preto fez falta no lateral Coelho e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Os jogadores do América reclamaram muito, e o técnico Mauro Fernandes não poupou o árbitro.

Assista aos gols da partida:

- É uma arbitragem tendenciosa e safada - esbravejou.

Logo em seguida, o lateral-direito Coelho deixou o campo. Em um pique pela lateral, o jogador do Galo sentiu dores no músculo posterior da coxa direita. Carlos Alberto entrou em seu lugar.

Mesmo com um a menos, o América teve mais chances de abrir o placar. Laécio, Fábio Júnior, Rodrigo e Danilo tiveram boas oportunidades, mas falharam nas conclusões.

Ataques eficientes

O América voltou para o segundo tempo com uma alteração. Mauro Fernandes, para recompor a defesa, tirou o atacante Laécio e colocou em campo o zagueiro Fabrício.

O Galo voltou disposto a marcar o primeiro gol e se tranquilizar na partida. Logo aos quatro minutos, Júnior cobrou falta pela direita, com muito veneno. O goleiro Flávio fez a defesa, e a bola ainda tocou na trave.

Na cobrança do escanteio, aos cinco minutos, Júnior fez ótimo cruzamento, e Zé Luís, de cabeça, marcou o primeiro do Atlético.

O Coelho, mesmo com um jogador a menos, ainda tentou empatar a partida, mas o Galo controlou bem as ações. O time só ia ao ataque na boa, sem correr muitos riscos.

Em uma dessas jogadas, o Atlético fez o segundo gol. Aos 22 minutos, Carlos Alberto recebeu passe de Renan Oliveira e soltou a bomba. O goleiro Flávio tentou, mas não evitou que a bola estufasse as redes do América.

Com o mau resultado, Mauro Fernandes fez duas alterações. Saíram Moisés e Irênio, e entraram Joãozinho e Zé Rodolpho. E, logo no primeiro lance, aos 28 minutos, Joãozinho chutou da intermediária. A bola desviou na cabeça de Werley e entrou no gol de Aranha: 2 a 1.

Para colocar mais um tempero no clássico, no último minuto, Danilo ainda conseguiu o empate. Aos 46 minutos, o lateral chutou da entrada da área, fora do alcance de Aranha. Um golaço: 2 a 2.

O América bem que tentou uma surpresa, mas o Atlético controlou a partida até o fim.  

Por: Rodrigo Fuscaldi

veja também