MENU

Gana acaba com badalação dos EUA

Gana acaba com badalação dos EUA

Atualizado: Sábado, 26 Junho de 2010 as 6:06

Foi com sofrimento, mas a África segue com esperanças na primeira Copa do Mundo realizada em seu solo. Única representante do continente ainda na disputa, Gana sofreu durante todo o segundo tempo e ficou no empate por 1 a 1 com os Estados Unidos. No entanto, durante a primeira prorrogação deste Mundial, brilhou a estrela do atacante Gyan, que marcou seu terceiro gol na competição e garantiu a vitória por 2 a 1.

Com esse resultado, os ganenses irão enfrentar nas quartas de final o Uruguai, que neste sábado também derrotou a Coreia do Sul por 2 a 1. A partida será realizada na próxima sexta-feira, às 15h30, em Johanesburgo.

A partida contra os uruguaios, por sinal, representará mais uma façanha desta seleção de Gana. Na sua segunda participação em Mundiais, os ganenses igualaram as equipes de Camarões, em 1990, e Senegal, em 2002, com a melhor campanha realizada em Copas do Mundo por um time africano.

O resultado conquistado por Gana neste sábado pode ser considerado surpreendente, já que os Estados Unidos, além de empatarem com a Inglaterra, terminaram em primeiro lugar no grupo C. Além disso, os norte-americanos ainda foram vítimas de um erro da arbitragem no jogo contra a Eslovênia e conseguiram a classificação apenas depois de marcar um gol aos 46min do segundo tempo contra a Argélia.

Essa espécie de enredo de filme hollywoodiano dos Estados Unidos fez a equipe ganhar simpatizantes de respeito, como Barack Obama, o cantor Mick Jagger, o jogador de basquete Kobe Bryant e o ex-presidente Bill Clinton, este último figura fácil nos estádios em que os norte-americanos disputaram seus jogos neste Mundial.

A epopéia dos norte-americanos, no entanto, começou a terminar logo aos 5min, quando Kevin-Prince Boateng foi mais rápido que a defesa adversária e abriu o placar para os ganenses. O jogador, que ficou marcado como o responsável pela ausência do astro alemão Michael Ballack desta Copa do Mundo, marcou seu primeiro gol neste Mundial.

Os norte-americanos, perdidos em campo, facilitavam o caminho para o sucesso dos ganenses, que dominaram o primeiro tempo sem problemas. Os Estados Unidos, no entanto, voltaram a contar com o decisivo Donavan, herói da classificação na primeira fase, e que, neste sábado, teve sangue frio para converter um pênalti sofrido por Dempsey e igualar o placar.

Muito cansados, os ganenses se seguraram como foi possível até o fim do jogo. Neste período, a defesa da seleção africana assistiu a um show particular negativo de Altidore, que desperdiçou inúmeras chances para dar a vitória aos Estados Unidos e que, no fim das contas, fizeram muita falta, já que na sua única boa jogada na prorrogação, Gana garantiu a sua classificação.

Bill Clinton assiste ao jogo com o cantor Mick Jagger

Kevin-Prince Boateng corre para comemorar gol de Gana

Tim Howard lamenta após sofrer o segundo gol na prorrogação

veja também