MENU

Gana empata, desperdiça chance de disparar

Gana empata, desperdiça chance de disparar

Atualizado: Sábado, 19 Junho de 2010 as 12:58

Se Gana havia se transformado na grande esperança de que o continente africano tivesse ao menos um representante na segunda fase da Copa do Mundo, a vaga nas oitavas de final está em xeque. Neste sábado, os ganenses não conseguiram aproveitar o fato de atuarem com um jogador a mais desde os 25min do primeiro tempo e ficaram no empate por 1 a 1 com a Austrália, em partida realizada em Rustemburgo.

Apesar de os ganenses se isolarem na liderança do grupo D, com quatro pontos, o empate pode ser considerado "amargo" para os africanos, já que a equipe irá enfrentar na última rodada a Alemanha, que soma três pontos e também precisa da vitória para ficar com a vaga nas oitavas de final. Sérvia e Austrália farão a outra partida do grupo, ambas na quarta-feira.

Apontada como favorita no confronto deste sábado, a seleção de Gana encontrou uma Austrália bem melhor postada do que na partida contra a Alemanha, na estreia. Mesmo com os desfalques de Cahill e Grella, os australianos tiveram o retorno de Kewell, grande ídolo do país.

As coisas ficaram ainda melhores para os australianos quando Holman aproveitou o rebote em uma falta cobrada e abriu o placar. A euforia, no entanto, durou pouco mais de dez minutos, já que Kewell foi expulso por evitar um gol de Gana com a mãe e, na cobrança do pênalti, Gyan empatar.

O cartão vermelho e o gol adversário desmontaram o esquema australiano, que apostou em uma formação com apenas um atacante, apesar de Gana jogar desfalcada de seus dois zagueiros titulares. Mesmo assim, os ganenses se entusiasmaram ainda e, com boas tramas ofensivas e chutes de longe, buscavam a virada no placar.

Na segunda etapa, a Austrália abdicou de atacar e buscava apenas cavar alguma oportunidade em uma cobrança de falta. O atacante Josh Kennedy entrou na segunda etapa e mudou o panorama da partida. Com um homem de referência, Gana passou a se preocupar com as investidas do adversário e, com isso, a partida voltou a ficar equilibrada.

Os ganenses tentavam resolver individualmente e, impacientes, abusavam dos chutes de fora da área, mas nem sempre de forma perigosa. Quando exigido, Schwarzer mostrou muita segurança no fim e colaborou para que os australianos segurassem o ímpeto dos africanos e comemorassem o primeiro ponto conquistado neste Mundial.   fonte:uol.com.br

veja também