MENU

Ganso e Neymar brilham e garantem vitória do Peixe sobre o Rio Branco

Ganso e Neymar brilham e garantem vitória do Peixe sobre o Rio Branco

Atualizado: Segunda-feira, 18 Janeiro de 2010 as 12

No embalo de seus garotos, e com o toque de classe de Giovanni no segundo tempo, o Santos largou bem no Paulistão, vencendo o Rio Branco por 4 a 0, neste domingo à noite, no Pacaembu. Paulo Henrique Ganso e Neymar, com dois gols cada, garantiram a vitória alvinegra, com belas jogadas, toques de efeito, chapéus, alegrando os santistas que compareceram ao Pacaembu. Giovanni entrou aos 14 minutos do segundo tempo e fez bela jogada para o terceiro gol santista.

Em recente entrevista concedida ao Globo Esporte e à Rádio Globo, o técnico Dorival Júnior disse que apostava tudo no brilho dos garotos Neymar e Paulo Henrique Ganso. Dizia que esperava uma mudança de perfil dos dois prodígios santistas: de promessas para realidades. Se depender do que a dupla aprontou neste jogo, Dorival pode ficar tranquilo.

Os dois garotos comandaram um show de bola da equipe alvinegra no primeiro tempo. Apesar de ser início de temporada, o time demonstrou um bom entrosamento. O trio ofensivo formado por Ganso, Neymar e André, todos de chuteiras amarelas, trocava passes com extrema facilidade, desarticulando completamente a defesa do Rio Branco.

É preciso destacar, por outro lado, a fragilidade do time de Americana. Sem a menor criatividade no meio de campo, com seus atacantes isolados e uma defesa que bateu cabeça o tempo todo, o time do interior não foi páreo para o time santista.

Ganso mostrou a que veio logo com dois minutos de jogo. Ele recebeu passe de George Lucas pela meia direita, ajeitou e mandou uma bomba de pé esquerdo, de fora da área. O tiro acertou o canto direito do goleiro Cristiano, que foi na bola só para sair bem na imagem. Um golaço.

O time santista encurralava o Tigre de Americana e Ganso abusava. Dribles, passes de calcanhar e uma visão de jogo privilegiada. Deu a impressão que o garoto via o jogo alguns bons segundos antes de todos os outros jogadores. Aos 19, André, com um leve toque de primeira, achou Ganso livre na direita. O meia só rolou para o meio da área, onde Neymar, livre, afundou de pé direito. 2 a 0.

O Peixe jogava fácil e só era ameaçado em chutes de fora da área do Rio Branco. Anselmo arriscou duas vezes, mas errou o alvo.

A volta de G10

O Santos voltou para o segundo tempo no mesmo ritmo, jogando em cima do adversário. O jogo era fácil para os alvinegros, que não tinha o menor trabalho para chegar à área do Rio Branco. A situação melhorou ainda mais para os santistas quando, aos 11, o zagueiro Kléber, do Tigre, fez falta dura no santista André e, como já tinha o amarelo, acabou sendo expulso.

Aos 14, veio o momento que todos os alvinegros esperavam. Giovanni entrou em campo para fazer a sua estreia. Em seu primeiro lance, saiu o terceiro gol. Ele recebeu na área, puxou e rolou para Paulo Henrique Ganso, seu pupilo. O meia fuzilou de pé esquerdo. Ganso chegou ao Peixe em 2005, trazido pelo camisa 10.

Após o terceiro gol, o Santos tirou o pé. Os jogadores passaram a tocar a bola de pé em pé esperando o tempo passar. O Rio Branco ficou só olhando, sem nenhuma força para marcar sequer um golzinho de honra. Como o adversário não queria nada com o jogo, o Peixe ainda teve tempo para marcar mais um. Neymar desceu em velocidade pela esquerda e tentou o cruzamento para Giovanni, que entrava livre. Acabou pegando meio torto na bola e enganou o goleiro Cristiano.

Por: Adilson Barros

veja também