MENU

Ganso e Neymar? Romário define dupla com Bebeto: 'A melhor'

Ganso e Neymar? Romário define dupla com Bebeto: 'A melhor'

Atualizado: Sábado, 2 Julho de 2011 as 10:12

 Dezessete jogos, catorze vitórias, apenas uma partida sem balançar as redes, um título de Copa do Mundo e outro de Copa América. Foram cerca de 10 anos de parceria com a camisa amarelinha. Tempo suficiente para Bebeto e Romário marcarem época na Seleção Brasileira. Tabela rápidas, entrosamento perfeito e faro artilheiro. Durante uma década, as camisa 7 e 11 do Brasil pareciam uma só. Talvez por isso, os atacantes falem com tanta segurança de sua importância para o futebol nacional. Em uma época em que nomes como Neymar, Ganso e Pato estão em destaque, a dupla do tetra se reuniu em Manaus para partida exibição durante a final da 2ª Copa dos Bairros da capital amazonense. E nenhum dos dois fez uso da modéstia ao analisar a importância da parceria.

- Há muitos bons jogadores. Hoje em dia todo mundo fala do Neymar, do Pato, mas acho que para chegar a essa dupla... O entendimento era perfeito. A bola vinha, eu dominava e já sabia o que ele ia fazer. Com ele também era o mesmo. Acho que foi uma coisa de Deus. É difícil. Vai demorar para existir uma dupla igual a nossa – declarou Bebeto.

Bebeto e Romário em coletiva em Manaus: dupla volta a atuar em

 jogo exibição na capital do Amazonas (Foto: Cahê Mota/GLOBOESPORTE.COM)

  Romário, como de costume, foi mais ousado, e colocou a dupla no topo do ranking dos melhores ataques do mundo. Para justificar sua opinião, o Baixinho citou até mesmo Pelé.

- Eu vou ser um pouco menos humilde que o Bebeto. Nós sempre fomos a melhor dupla disparado da história da Seleção Brasileira. Com todo o respeito a quem é craque, é milionário, mas... Primeiro, o futebol hoje é bem diferente da nossa época. Acredito que por isso posso falar de peito aberto que Bebeto e Romário estão em um nível, como ataque, na história do futebol mundial, pouco acima de qualquer outra dupla. E olha que estou respeitando Pelé e Coutinho, que formaram uma grande dupla. Mas no nosso caso, nessa comparação, foi a oportunidade de jogar junto e ganhar junto na Seleção. Eles são mais de clube.

Romário brinca ao falar sobre Dunga: "Era chato para caramba"

Sem prever o futuro, o Baixinho não descartou que jovens talentos superem a dupla do tetra. Entretanto, não deixou de fazer uso da ironia ao comentar a possibilidade.

- Existiram grandes jogadores, outras grandes duplas, mas, como falei, vou ser menos humilde que o Bebeto. Não sei se vai aparecer, mas é como no caso da nossa Copa (de 2014) ser a melhor da história, Jesus Cristo vai ter que descer na terra para isso acontecer. Mesmo com toda a técnica e qualidade dos jogadores atuais, quando formam a dupla estão longe de Bebeto e Romário. Talvez pensem que eu sou um baixinho folgado e marrento, mas a verdade é essa.

Por fim, em clima descontraído, Romário ainda provocou Dunga, que estará presente na reedição da Seleção do tetra em Manaus.

- Pena que dessa vez não teremos mais aqueles passes de três dedos do nosso capitão (risos). Ele está aí, mas não deve ter mais força (risos). Mas vai ser um prazer estar com ele. Falo “nosso capitão” porque era quem tomava conta de mim na Copa do Mundo, no Vasco... Chato para caramba! (risos).

Além de Bebeto, Romário e Dunga, Zetti, Aldair, Marcio Santos, Ronaldão, Ricardo Rocha, Paulo Sérgio, Viola e Zinho estarão presentes no evento na capital do Amazonas.          

veja também