MENU

Ganso estreia em Libertadores, e Peixe tenta deixar Colo Colo para trás

Ganso estreia em Libertadores, e Peixe tenta deixar Colo Colo para trás

Atualizado: Quarta-feira, 16 Março de 2011 as 9:56

Vale a liderança, a chance de consolidar recuperação, um confronto direto. Quase um “mata-mata” em fase de grupos da Taça Libertadores. É tudo isso o que significa o jogo entre Santos e Colo Colo-CHI, nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), pela terceira rodada do Grupo 5 da competição continental. O estádio Monumental, em Santiago, recebe o confronto entre duas equipes com vários objetivos semelhantes.

O Colo Colo está na vice-liderança da chave, com três pontos. Ao vencer o Deportivo Táchira-VEN, fora de casa, por 4 a 2, os chilenos conseguiram respirar a aliviados, pois estrearam sendo goleados pelo Cerro Porteño, por 5 a 2. Agora, é a chance de mostrar que a fase de instabilidade passou. Com o Santos é igual. O time patinou nas duas primeiras rodadas da Libertadores, com dois empates, e está na terceira posição: dois pontos. No entanto,  vem de três vitórias seguidas no Campeonato Paulista e está animado com a volta de Paulo Herique Ganso, recuperado de lesão.

Aliás,  o jogo marcará a estreia do craque alvinegro em Taça Libertadores. Ele voltou a jogar no último sábado, contra o Botafogo-SP, pelo Paulistão, após 199 dias parado por causa de uma lesão no joelho esquerdo. Ele entrou no intervalo, quando o jogo estava 0 a 0 e, em nove minutos, deu a vitória ao Peixe, iniciando a jogada do primeiro gol e marcando o segundo: a partida terminou 2 a 1. Agora, Ganso começa como titular.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da partida em Tempo Real. A TV Globo mostra ao vivo para São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. O SporTV transmitirá a partida em canal alternativo (consulte sua operadora). A partida pode ser acompanhada também pelo SporTV HD. O argentino Sérgio Pezzotta comanda a arbitragem, auxiliado por seus compatriotas Gustavo Esquivel e Diego Bonfa.

Santos : para ultrapassar o Cerro e ficar na liderança, com os mesmos cinco pontos dos paraguaios, o Peixe precisa golear o Colo Colo, já que o saldo de gols da equipe de Assunção é melhor: 3 a 0. Mas só o fato de ter o mesmo número de pontos do ponteiro da chave já basta para quem ainda não conseguiu vencer na competição. Um empate não seria um desastre. O time alvinegro iria a três pontos, contra quatro dos chilenos. Na próxima rodada, as duas equipes voltam a se enfrentar, mas na Vila Belmiro. E aí, o Peixe teria mais uma chance para deixar o concorrente para trás.

Colo Colo : se fizer a lição de casa, vai a seis pontos, assume a liderança da chave e deixa o Santos, que vinha sendo considerado o candidato natural à primeira vaga do Grupo 5, em situação complicada.

Santos : o técnico interino Marcelo Martelotte não faz mistério. Ele não pode contar com o lateral-direitio Jonathan e com o volante Arouca, ambos machucados. Pará já está confirmado para atuar na ala. Já Adriano segue na cabeça de área da equipe, substituindo Arouca. Com Paulo Henrique Ganso voltando ao time titular, Diogo vai para o banco. Essa é a escalação: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Danilo, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo.

Colo Colo : o técnico Américo Gallego admite que não conhece Paulo Henrique Ganso, mas já está preocupado com a habilidade de Neymar. No entanto, não deverá escalar um jogador específico para certar o camisa 11 santista. O treinador vai escalar a equipe num 4-2-3-1, com Miralles mais à frente, mas com as chegadas de Paredes, que costuma vir de trás marcando gols. A provável escalação: Castillo; Cabión, Scotti, Cabrera e Jerez; Salcedo e Mena; Fuenzalida, Paredes e Jorquera; Miralles.

Santos: Após arrebentar em sua volta aos gramados, sábado passado, contra o Botafogo-SP,  Paulo Henrique Ganso faz seu primeiro jogo em Taça Libertadores. O jogador brilhou em 45 minutos contra o Botinha e agora espera aguentar um pouco mais.

Colo Colo: O meia-atacante Paredes é considerado o jogador mais perigoso do Colo Colo. Torcedores e a imprensa local elogiam muito experiente jogador, de 30 anos. Jogador rápido e com faro de gol. Já fez dois nesta Libertadores (seu companheiro de ataque, Miralles, também fez dois).

Américo Gallero, técnico do Colo Colo : "Ganso? Quando eu vi o jogo do Santos, ele não estava. É aquele que estava machucado e está voltando?"

Neymar, atacante do Santos: "Amanhã eles vão ver quem é o Ganso"

* Santos e Colo Colo nunca se enfrentaram em Taça Libertadores. Por outro lado, já jogaram outras 14 vezes, em amistosos e torneios menores. O Peixe venceu nove, todas em Santiago (os times nunca jogaram no Brasil). O Colo Colo tem quatro triunfos sobre os santistas. O único empate saiu em um confronto disputado em torneio amistoso nos Estados Unidos, em 1966

* O retrospecto do Santos em solo chileno também é favorável. Em 31 jogos, 20 vitórias, três empates e oito derrotas.

A última vez que os times se enfrentaram foi em 19 de janeiro de 1977,  jogo que valeu pelo Torneio Hexagonal do Chile. Deu Peixe, 3 a 1.       

veja também