MENU

Garotada tricolor ignora as derrotas e aposta na reação do time

Garotada tricolor ignora as derrotas e aposta na reação do time

Atualizado: Segunda-feira, 4 Julho de 2011 as 9:34

A garotada é a realidade do São Paulo. Após uma inesperada eliminação para o Avaí na Copa do Brasil, a diretoria tricolor resolveu mudar sua filosofia de trabalho. Em vez de apostar em atletas experientes, caros e que não estavam dando o retorno esperado, o técnico Paulo César Carpegiani passou a apostar nos jovens revelados em Cotia. A resposta foi imediata: nas cinco primeiras rodadas do Brasileirão, cinco vitórias, um recorde na história da competição e a liderança isolada. A euforia tomou conta.

Mas no futebol as coisas mudam rapidamente. Veio o clássico contra o Corinthians e uma goleada por 5 a 0 trouxe a desconfiança de volta. Ela aumentou ainda mais com a derrota na rodada seguinte, por 2 a 0, para o Botafogo, no Morumbi. O próprio treinador, em algumas ocasiões, disse que a inexperiência estava pesando. Mas os garotos seguem firmes e botam fé na reação da equipe no torneio a partir de quarta, no duelo contra o Flamengo, no Engenhão.

Wellington e Luiz Eduardo apostam na vitória na partida de quarta-feira,

contra o Flamengo, que será realizada no Engenhão,

pela oitava rodada do Brasileiro  (Foto: Marcelo Prado / GLOBOESPORTE.COM)

- Não concordo com quem fala que perdemos os jogos por causa da inexperiência. Contra o Corinthians, o time estava muito desfalcado. Outra coisa que precisa ser dita é que eles tiveram mais vontade do que nós e isso, em um clássico, é fundamental - diz Wellington, de 20 anos.

- Não ganhamos cinco jogos à toa no início. Um dia ia chegar a derrota. Agora é levantar a cabeça e buscar a cabeça contra o Flamengo. Apesar da pouca idade, nossa responsabilidade é a mesma de qualquer outro jogador – emenda o cabeça de área.

Casemiro diz que São Paulo pode brigar pelo título

(Foto: Marcelo Prado / GLOBOESPORTE.COM)

Para Casemiro, volante de 19 anos e que desfalcará a equipe por um bom tempo no Campeonato Brasileiro por causa do Mundial sub-20, o São Paulo não pode mudar o que começou a fazer no início do nacional.

- É claro que os garotos estão conquistando o seu espaço. Mais a presença de alguns atletas experientes é fundamental para dar respaldo. Temos tudo para dar certo e brigar pelo título – lembrou o camisa 8.

Luiz Eduardo, que é mais jovem ainda (acabou de completar 18 anos), seguiu pela mesma linha de raciocínio. Para ele, as derrotas foram fruto dos desfalques que o time teve nas últimas duas partidas.

- No início, com todas as opções, o Paulo (Carpegiani) pôde escalar um time que ganhou entrosamento e se encorpou. De repente, ele foi obrigado a mexer em todas os setores e isso causou um esperado desentrosamento. Contra o Flamengo, o time já estará mais forte e temos todas as chances de brigar pela vitória – afirmou o beque, que se destacou tanto neste início de ano que renovou o seu contrato com o clube do Morumbi até 2016.

veja também