MENU

Gil e Wellington Paulista dão dicas de como parar o ex-companheiro Kleber

Gil e Wellington Paulista dão dicas de como parar o ex-companheiro Kleber

Atualizado: Sexta-feira, 3 Setembro de 2010 as 11:05

Quando a bola rolar domingo, no jogo entre Palmeiras e Cruzeiro, a equipe mineira se reencontrará com Kleber, principal jogador do clube durante um ano e meio e que deixou a Raposa há três meses. O atacante deixou boas lembranças entre os ex-companheiros de Toca da Raposa II. No Cruzeiro, a amizade foi destacada como um dos principais fatores que fazem o Gladiador ainda ser lembrado. Porém, a partir do momento em que a partida começar, a amizade ficará para trás.

- Dentro de campo, é cada um defendendo o seu – declarou o zagueiro Gil.

O defensor sabe que Kleber conhece bem o time celeste, mas tem a receita para parar o Gladiador.

- A gente já conhece o estilo dele. Ele gosta de jogar para cima dos zagueiros. Não podemos deixá-lo encostar na gente porque ele é muito forte. Vamos buscar anular o Kleber para podermos sair com a vitória de lá.

O atacante Wellington Paulista falou com carinho do ex-companheiro.

- A gente sabe que tem a amizade, tem o carinho não só dele com a gente, mas da gente para com ele. É um amigo que eu vou guardar para o resto da vida. Cativou nosso grupo, que gosta muito dele. Nossa defesa sabe como ele joga, e ele conhece bem a nossa defesa. Então é marcá-lo bem, ter atenção e tentar vencer.

Paulista até sugeriu uma aposta para o jogo de domingo.

- Vou até ligar para ele. Vamos ver qual será aposta que ele vai querer. Ou melhor, que ele vai pagar. Ele gosta de aposta, eu conheço ele.

Confrontos

Não será a primeira vez que o time celeste e o atacante se enfrentarão. Nos primeiros combates, cada um venceu uma partida. Entretanto, o camisa 30 nunca deixou sua marca.

A primeira vez que o Cruzeiro teve Kleber como adversário foi em 2003. O atacante, então no São Paulo, fazia parte de um time com grandes nomes, como Júlio Baptista, Luís Fabiano e o garoto Kaká. Mas a Raposa tinha um time ainda mais fantástico e não tomou conhecimento dos paulistas. Alex, David e companhia fizeram 4 a 2 em pleno Morumbi e mostraram as credenciais de campeões daquele ano.

Ao retornar ao Brasil, Kleber enfrentou o Cruzeiro em 2008, pelo Palmeiras. O time da Toca não foi páreo para o Palestra Paulista e acabou goleado por 5 a 2, no Palestra Itália, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

veja também