MENU

Giomar Pereira vence a IV Meia Maratona de São Paulo

Giomar Pereira vence a IV Meia Maratona de São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 8 Março de 2010 as 12

A chegada da prova masculina da IV Meia Maratona Internacional de São Paulo foi a mais emocionante de sua história. A prova que reuniu nove mil inscritos, com largada e chegada no Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, teve como vencedor o baiano Giomar Pereira da Silva, do Cruzeiro, que superou por muito pouco os quenianos Kiprop Mutai e Mathew Cheboi, vencedor da primeira edição da corrida. Nos 10,550km, o grande campeão foi Marilson Gomes dos Santos, bicampeão da Maratona de Nova York, com 29m06s.

Nos últimos 300 metros dos 21,097km da prova, Giomar foi literalmente empurrado pela torcida, que o incentivou com gritos de "Brasil". Ele completou o percurso com o tempo de 1h04m31s, apenas um segundo de vantagem sobre Kiprop e seis segundos na frente de Mathew, o que tornou a Praça Charles Miller, no Pacaembu, numa grande festa.

- Foi uma prova muito difícil e essencialmente tática. Tentei fugir algumas vezes depois do quilômetro 9, mas não deu. No final, fui com tudo e os quenianos ficaram muito perto. Ganhei a prova e já saí na frente no Ranking de 2010 - disse o campeão, referindo-se à prova que abriu o calendário deste ano.

Giomar comemorou bastante a vitória e deu algumas voltas em frente ao pódio com a bandeira do Cruzeiro para alegria da torcida que ficou esperando na área de chegada.

Na categoria feminina, a queniana Rumokol Elizabeh Chepkanan não encontrou adversárias. Apesar de recém-chegada ao Brasil, a atleta da equipe Luasa, de Luís Antonio dos Santos, venceu com folga os 21.097m, com o tempo de 1h14m35s.

- Era para ter conseguido um tempo melhor. Cheguei gripada ao Brasil e fiquei longe da minha melhor marca de 1h11m. Mesmo assim fiquei feliz com a vitória - lembrou a atleta que ficará até o final de maio no Brasil.

As outras quatro integrantes do pódio foram brasileiras. Simone Alves da Silva se surpreendeu com o resultado. Chegou em segundo lugar e obteve o melhor tempo de sua carreira, com 1h15m43s.

- Tentei acompanhar a queniana até o km 14, mas aí ela foi embora e preferi garantir o segundo lugar", disse Simone, que havia ficado em sétimo lugar no ano passado,

Marilson brilha - O brasiliense Marilson Gomes dos Santos foi a grande atração dos 10,550km. Ele correu como uma avaliação de seus treinamentos e sozinho completou a distância em 29m06s, quase três minutos à frente do segundo colocado.

- Esta foi a minha primeira prova do ano e eu precisava deste teste. Estou voltando de lesão no calcanhar esquerdo e senti falta de ritmo e cansaço, além de insegurança de voltar a sentir dores na contusão. O percurso da prova é bastante exigente e fiquei contente com o meu desempenho. Não tinha um objetivo de tempo, mas devido às dificuldades acho que a marca foi muito boa. Além disso, não senti nada da lesão.

Marilson se prepara para correr uma Meia Maratona em Nova York, no dia 21 deste mês.

- Este teste foi excelente. Serviu para quebrar o gelo e a ansiedade que vivemos antes de competir. Foi muito bom correr aqui.

No feminino, a vitória foi Luziane Alves, com o tempo de 41m40s.

Na Meia Maratona, dois favoritos enfrentaram dificuldades inesperadas. Frank Caldeira sofreu uma queda no quilômetro 13, machucando o joelho esquerdo e as mãos.

- Resolvi completar o percurso, mas com muitas dificuldades. Não deu para acompanhar os líderes. Foi preciso paciência e agora é esperar a próxima prova - afirmou o atleta do Cruzeiro, campeão da São Silvestre de 2006.

João Ferreira de Lima, o João da Bota, teve uma contratura muscular na metade da prova e também desistiu de brigar por um lugar no pódio. O colombiano William Naranjo, quinto colocado na última São Silvestre, terminou na mesma colocação na Meia Maratona de São Paulo. Ele vinha entre os líderes, quando sofreu uma queda no quilômetro 18, sofrendo escoriações nas mãos, principalmente.

- Esta prova serviu de treinamento para a Maratona de Nashville, que vou correr no dia 24 de abril, nos Estados Unidos. Apesar da queda, consegui me recuperar e terminar bem a prova.

Visita grega - Uma comissão grega esteve neste domingo no Pacaembu para divulgar a Maratona de Atenas, marcada para o dia 31 de outubro, que vai comemorar os 2.500 anos da prova. A Associação Internacional de Maratonas e Corridas de Rua (AIMS) vai realizar o seu congresso anual na capital grega de 24 de outubro a 2 de novembro, discutindo o futuro das provas de rua. Os representantes da Yescom, que realizam a Meia Maratona e Maratona de São Paulo, a Meia Maratona do Rio, a Volta da Pampulha e a São Silvestre, foram convidados para participar do evento.

A comissão antidoping da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) realizou dez exames de controle no masculino e no feminino, continuando o combate contra o uso de drogas ilícitas no esporte.

veja também