MENU

Godoy Cruz bate LDU e larga na frente pelo Grupo 8 da Libertadores

Godoy Cruz bate LDU e larga na frente pelo Grupo 8 da Libertadores

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 8:15

Foi com vitória a primeira participação do Godoy Cruz em uma edição de Taça Libertadores. Debutando na competição continental, o time argentino derrotou a LDU-EQU, por 2 a 1, em duelo realizado na noite desta quinta-feira (já madrugada de sexta do Brasil), no estádio Malvinas Argentinas.

Com o resultado, o Expresso (como é conhecido o time platino) sai na frente e assume a liderança do Grupo 8, que terá a primeira rodada complementada na próxima quinta, com Independiente x Peñarol, em Avellaneda. Sem pontuar, a LDU já segura a lanterna da chave.     O próximo compromisso do Godoy será novamente em casa, dia 1º de março, contra o Peñarol. A LDU recebe o Independiente, dia 3, no Casa Blanca

O primeiro tempo foi inteiramente do quadro local, que tocava a bola com desenvoltura e pressionava. Os equatorianos, por sua vez, sentiam os defalques de peças importantes, como o veterano goleiro Ceballos, Caicedo e Hernán Bascos.

Logo aos quatro minutos, o Godoy Cruz abriu o marcador, gol este que entra para a história do clube como o primeiro em uma competição internacional. Diego Villar fez boa jogada pela esquerda e, após rebatida da zaga equatoriana, Carlos Sánchez pegou de primeira, acertando o canto esquerdo de Domínguez.

O panorama da etapa final iniciou-se da mesma forma, com os argentinos em cima. Porém, aos oito minutos, Hidalgo fez lindo lançamento para Reasco (ex-lateral do São Paulo) que, como uma flecha, invadiu a área e tocou de cabeça, vencendo o goleiro Torrico. 1 a 1.

A equipe local pareceu sentir o golpe do empate e passou a sofrer ataques seguidos dos visitantes. Campeã em 2008, após bater o Fluminense nos pênaltis no Maracanã, a LDU é um quadro bem mais experiente que o rival, e acostumado a jogar a Libertadores.

Aos 14, entretanto, o Godoy Cruz conseguiu uma falta pela esquerda e, após a cobrança, voltou a comandar o placar. Rojas levantou para a área e Nicholas Sanchez, resoluto, cabeceou firme, sem chances para o bom goleiro Domínguez.

A partir daí, o embate ficou aberto, com ambas as equipes buscando o ataque. O quadro argentino, no entanto, tratou de cuidar de reforçar a marcação, mas já nos acréscimos, dois cochilos em sua retarguarda quase jogaram por terra a vitória histórica.

Bolaños e 'Chino' Luna desperdiçaram chances incríveis, mantendo o resultado e selando o triunfo do Godoy Cruz em sua primeira participação na Libertadores.    

veja também