MENU

Gol de bicicleta, passe de calcanhar: Damião se supera a cada jogo

Gol de bicicleta, passe de calcanhar: Damião se supera a cada jogo

Atualizado: Segunda-feira, 22 Agosto de 2011 as 10:46

Damião emenda bicicleta e faz segundo gol do Inter

na partida (Foto: Agência Freelancer)

  Damião fazer gols não era novidade: já havia marcado 31 em 2011. Damião dar assistências também não era grande surpresa: sete gols haviam nascido de passes dele. A diferença, no empate por 2 a 2 com o Flamengo, foi a plasticidade das jogadas. O centroavante se superou mais uma vez: fez um gol de bicicleta e deu passe de calcanhar para o outro. Viveu, neste domingo, no Beira-Rio, alguns de seus momentos mais marcantes com a camisa do Inter.

Foi o primeiro jogo de Damião depois de voltar a ser chamado para defender a Seleção Brasileira, desta vez em amistoso contra Gana. A boa notícia parece ter feito bem a ele. O passe de calcanhar para Índio rendeu o 1 a 1, no início do segundo tempo. Mas o Flamengo pulou de novo na frente, e aí ele colocou o time colorado em nova igualdade, de bicicleta, naquele que é, desde já, um dos grandes lances da carreira do atleta.

- Foi tudo muito rápido. Eu coloco junto com o gol da final da Libertadores como o mais bonito que eu fiz – disse o jogador. Damião segue impressionando no Inter. O técnico Dorival Júnior, em poucas palavras, resumiu seu sentimento com o jogador.

- É difícil explicar...

Os jogadores comemoram ter Damião como colega de time, não como adversário. Que o diga Bolívar, um zagueiro.

- O bom é que ele está do nosso lado. A gente sabe da história do Damião. A gente brinca que nos primeiros treinos, o Roth pedia para a gente chegar mais firme nele. Hoje, a gente tem um carinho muito grande pelo Damião, porque ele sempre batalhou. A gente fica feliz. É um cara iluminado a nosso lado – comentou o capitão do time.

Leandro Damião tem 40 jogos e 32 gols na temporada pelo Inter. A média é de 0,8 – como se a cada cinco partidas ele fizesse quatro gols. O jogador já marcou por cinco competições diferentes em 2011: Libertadores, Brasileirão, Gauchão, Recopa e Torneio de Munique. É o maior artilheiro do país nos primeiros oito meses do ano.

Contra o Flamengo, além dos dois lances capitais, ele deu 13 passes certos e um errado. Sofreu cinco faltas. Foi quem mais apanhou no jogo.            

veja também