MENU

Gol irregular garante vitória da Argentina pós-Maradona

Gol irregular garante vitória da Argentina pós-Maradona

Atualizado: Quarta-feira, 11 Agosto de 2010 as 7:42

Com vários jogadores que disputaram a Copa do Mundo na África do Sul, entre eles Messi e Higuaín, a Argentina venceu a Irlanda por 1 a 0, em Dublin, nesta quarta-feira, no primeiro jogo dos hermanos após o Mundial e sem Diego Maradona. O técnico interino Sergio Batista, que comandou a seleção na partida amistosa, não deve continuar no cargo. A Associação do Futebol Argentino (AFA), ainda não definiu quem será o próximo comandante. Com mais posse de bola, a Argentina dominou a Irlanda desde o início da partida. Porém, esse volume de jogo não foi traduzido em chances de gol, principalmente pelo fato de a defesa dos donos da casa estar bem postada, evitando as investidas do adversário. Messi, muito marcado, teve dificuldade de criar as jogadas ofensivas. Com isso, Higuaín ficou sem função na frente.

Di Maria e Messi comemoram gol da vitória da Argentina sobre a Irlanda (Foto: AFP)  

Porém, após um lance irregular, aos 21 minutos, os argentinos balançaram a rede. Após um chutão para o ataque, Higuaín, em claro impedimento, participou da bela finalização de Di María, que encobriu o goleiro Given. Houve muita reclamação por parte dos irlandeses, mas o árbitro confirmou o gol.

Nem mesmo a desvantagem fez com que a Irlanda se lançasse ao ataque, o goleiro argentino Romero não teve qualquer trabalho. E, com esse panorama, os primeiros 45 minutos terminaram com a vitória dos visitantes.

Na etapa final, a Irlanda voltou com uma postura diferente. O atacante RObbie Keane, que completava sua 100ª partida com a camisa da seleção, resolveu puxar a equipe para o ataque. Porém, os companheiros de Keane não pareciam muito dispostos a sair para o jogo. A Argentina passou a cozinhar o jogo, e a partida ficou sem graça.

Para acabar o sal de vez, Sergio Batista tirou Messi para colocar Lavezzi em campo. Depois disso, foi só aguardar o apito final do árbitro.     Por GLOBOESPORTE.COM Dublin

veja também