MENU

Golaço de Lucas assegura vitória do São Paulo diante do Mirassol

Golaço de Lucas assegura vitória do São Paulo diante do Mirassol

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 8:13

A homenagem antes da partida foi para Rogério Ceni, pelo gol de número 100 do goleiro. Mas, mesmo que simbolicamente, a placa poderia ser repassada a Lucas neste domingo. Foi do meia o golaço que assegurou a vitória da equipe por 1 a 0 sobre o Mirassol, na Arena Barueri, pela 17ª rodada do Campeonato Paulista. O triunfo assegura ao Tricolor a vantagem de jogar as quartas de final em casa, já que não tem mais como o time sair das quatro primeiras posições.

Porém, a vitória não recolocou o Tricolor na liderança do Campeonato Paulista. Agora com 37 pontos, a equipe do Morumbi segue na segunda colocação, apenas um ponto atrás do líder Palmeiras, que neste domingo venceu o Santos, na Vila Belmiro. O Mirassol, com 27 pontos, segue no G-8 do estadual.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília). Mas pela Copa do Brasil. A equipe recebe, também na Arena Barueri, o Santa Cruz. Para avançar às oitavas de final do torneio, os paulistas precisam vencer por dois ou mais gols de diferença, já que perderam por 1 a 0 no Recife. Se devolver esse placar, a decisão será nos pênaltis.

Já pelo Campeonato Paulista, o desafio seguinte da equipe do técnico Paulo César Carpegiani será no domingo, dia 10, às 16h (de Brasília), contra o Noroeste, em Bauru. O Mirassol, por sua vez, joga no sábado, dia 9, no mesmo horário, contra o Ituano, em casa.

O São Paulo dominou o Mirassol desde o primeiro minuto de jogo, mas sem levar muito perigo ao gol defendido por Fernando Silva. A equipe do técnico Paulo César Carpegiani tocava bastante a bola, porém não conseguia penetrar na área do adversário. A equipe do interior, por sua vez, apostava nos contra-ataques.

A superioridade do Tricolor só foi transformada em lance perigoso aos 19 minutos, quando Jean fez boa jogada individual pela direita e chutou cruzado. Bem colocado, Fernando Silva defendeu e evitou o primeiro gol dos mandantes. Sem apostar muito nas jogadas pela lateral, o São Paulo tinha dificuldades na criação.

Mas aos 24 minutos, Juan tratou de arriscar um lance pela esquerda. O lateral avançou e rolou para o meio da área, onde estava Fernandinho. O atacante dominou, tirou um marcador e, de frente para o gol, arrematou para fora. A torcida tricolor lamentou, mas três minutos depois seria compensada. E em grande estilo. Ou melhor, de maneira genial. Aos 27 minutos, Lucas recebeu a bola na intermediária, avançou com ela, deu três dribles (duas vezes no mesmo marcador), tirou o goleiro da jogada e rolou para o fundo do gol. Um golaço!

Só que o Mirassol não se abateu. Manteve sua postura de explorar os contra-ataques. E em um lance curioso quase empatou aos 43. Após furada na cara do gol, a bola sobrou para Samuel. Sem jeito, ele chutou para área. Wellington Amorim dominou e chutou colocado, acertando a trave direita de Rogério Ceni.

Domínio sem gols

São Paulo e Mirassol não mudaram para o segundo tempo. E a consequência disso é que o Tricolor seguiu com o comando do jogo. Só que dessa vez, a equipe da capital criou uma chance de perigo logo aos dois minutos, e não apenas aos 19, como ocorrera na etapa inicial.

Casemiro tocou para Fernandinho, e o atacante cruzou para Juan. O lateral se esticou, mas não conseguiu completar. Foi a senha para o São Paulo pressionar o Mirassol em seu campo de defesa. Depois disso, o Tricolor chegou com perigo em jogadas de Fernandinho, Carlinhos Paraíba, Casemiro...

Mais à vontade em campo, o Tricolor começou a esbanjar bom toque de bola. Como aos 16 minutos. Casemiro, Lucas e Jean fizeram pela triangulação, mas o chute desse último parou no goleiro Fernando Silva, que mandou para escanteio. Se parecia morto, o Mirassol mostrou que não estava ao levar perigo a Ceni aos 18.

Só que o São Paulo era melhor. E revidou com um arremate de Willian José na trave, aos 21 minutos. O segundo gol tricolor parecia estar próximo. Mas o que a torcida queria mesmo era a entrada de Rivaldo. E depois de pedir alguns minutos, ela foi atendida por Carpegiani, que o colocou no lugar de Willian José.

Aos poucos, o segundo gol tricolor esfriou. E o Mirassol tentou em chutes de longa distância. Mas nada que assustasse tanto o São Paulo. Com o controle da partida, o time apenas administrou a vitória por 1 a 0, que manteve a equipe, já classificada para fase final, na segunda colocação do Campeonato Paulista.        

veja também