MENU

Goleiro alemão comete suicídio e polícia encontra carta de despedida do jogador

Goleiro alemão comete suicídio e polícia encontra carta de despedida do jogador

Atualizado: Quarta-feira, 11 Novembro de 2009 as 12

A Polícia alemã encontrou uma carta de despedida do goleiro Robert Enke, faleceu na última terça-feira numa passagem de nível de uma linha férrea na cidade de Neustadt am Rübenberge. Segundo as autoridades locais, fortes indícios indicavam que o jogador, de 32 anos, cometera suicídio. A hipótese foi confirmada por Jor Neblung, assessor pessoal de Enke. Um porta-voz da polícia informou que o conteúdo não foi revelado à imprensa em respeito à família do ex-atleta do Hannover.

O suicídio de Enke gerou uma grande comoção na concentração da seleção alemã, que tinha se reunido para treinar para um amistoso contra o Chile, programado para o próximo sábado.

Mas, devido à tragédia, a Federação Alemã de Futebol (DFB) estuda a possibilidade de cancelar a partida.

Enke, jogador do Hannover 96, não tinha sido convocado para o amistoso porque tinha acabado de se recuperar de uma infecção intestinal. Apesar disso, ele defendeu o gol do Hannover no último fim de semana, durante o empate por 2 a 2 com o Hamburgo, pelo Campeonato Alemão.

De 2007 para cá, o goleiro atuou em oito partidas pela seleção alemã. Pelo Hannover, foram 164 jogos neste período. No entanto, Löw deixou claro mais de uma vez que contava com o jogador para o grupo que disputará o Mundial de 2010.

Enke nasceu em 24 de agosto de 1977, em Jena, e começou a carreira no Carl Zeiss, de sua cidade natal, antes de defender o Borussia Mönchengladbach. Ele passou ainda por Benfica (1999-2002), Barcelona (2002-2003), Fenerbahçe (2003), Tenerife (2004) e Hannover 96 (desde 2004).

Ele era casado e em 2006 perdeu sua filha Lara, então com dois anos, vítima de uma parada cardíaca. O goleiro havia adotado uma menina de oito meses em maio. À época, disse que havia então recuperado a alegria de viver.

veja também