MENU

Goleiro da Austrália descarta usar óculos da Nasa em partidas da Copa

Goleiro da Austrália descarta usar óculos da Nasa em partidas da Copa

Atualizado: Sexta-feira, 4 Junho de 2010 as 1:31

De longe, parece um par de óculos escuros normal. Estiloso até, à la Renato Gaúcho. Mas de perto, com ele nas mãos, percebe-se o detalhe que o transformou em novidade nos treinos da Austrália na África do Sul: uma pequena câmera, entre as lentes, grava tudo que os goleiros dos Socceroos fazem quando estão com o acessório no rosto. Se depender do titular Mark Schwarzer, as imagens só serão de treinos: ele não pretende usá-los na Copa do Mundo .

- Meus amigos brincaram dizendo que é o óculos da Nasa (risos). Mas é só uma câmera nos óculos, não tem nenhuma outra tecnologia dentro. É legal, mas eu não vou usar em jogos não – disse o goleiro do Fulham, da Inglaterra.

A ideia de gravar as jogadas a partir da visão do goleiro foi de Lindsay McNeill, que trabalha para a federação australiana filmando tudo que acontece com a seleção. Em seguida, envia para as redes de televisão locais, como divulgação. Há três meses, Lindsay usou os óculos em uma transmissão de corrida de cavalos. Gostou das imagens e resolveu levar para a Copa do Mundo.

- Trouxemos para ter um ângulo diferente para ceder às redes de televisão. Os goleiros usam poucos minutos durante os treinos, mas se quiserem podem usar mais, até nos jogos. Está à disposição deles – afirmou Lindsay.

Com fabricação na Austrália, os óculos custam cerca de 300 euros (R$ 666). Lindsay viajou com quatro para a África do Sul. Além da câmera, que faz vídeos no formato “.avi”, há ainda uma memória de 4GB, com saída USB para passar os arquivos para o computador. O par foi criado para ser usado em jornalismo investigativo, como câmera escondida. Mas acabou sendo útil até para a comissão técnica dos Socceroos.

- Nossa intenção é gravar as imagens para distribuir para os canais. Mas o técnico (Pim Verbeek) acabou usando algumas delas para ver o posicionamento dos jogadores, ter outro ângulo do treino. Os goleiros também podem ver como estão se saindo – contou.

O GLOBOESPORTE.COM experimentou os óculos. O peso é de um par normal e a câmera não prejudica a visão. Os óculos ficam bem apertados na cabeça, o que permite que os goleiros joguem sem problemas. Lindsay garante que não há nenhuma tecnologia que permita calcular a direção da bola, por exemplo. Na próxima semana, as primeiras imagens gravadas serão divulgadas para a imprensa australiana e internacional. É apenas uma brincadeira, encarada como tal por jogadores, técnico e jornalistas.

- Acho difícil esses vídeos ajudarem a melhorar a seleção. É entretenimento, serão boas imagens para a TV. Só isso – disse o comentarista David Basheer, do canal SBS, que acompanha os Socceroos em Joanesburgo.

veja também