MENU

Goleiro do algoz do Inter chama atenção dos arqueiros da sub-20

Goleiro do algoz do Inter chama atenção dos arqueiros da sub-20

Atualizado: Quarta-feira, 15 Dezembro de 2010 as 3:29

Os goleiros da Seleção Brasileira sub-20 já têm trabalhado duro nos primeiros dias de preparação para o Sul-Americano da categoria, em janeiro, no Peru. Apesar do esforço dentro das quatro linhas, Gabriel, do Cruzeiro, Aleksander, do Avaí, e Milton, do Botafogo, puderam acompanhar na última terça-feira a eliminação do Internacional do Mundial de Clubes, em Abu Dhabi. A derrota por 2 a 0 para o Mazembe, do Congo, tirou as chances de o Colorado brigar pelo bicampeonato da competição. Porém, o que mais chamou mesmo a atenção dos atletas foi a atuação do arqueiro Kidiaba.   No bate-papo nesta quarta-feira, o preparador de goleiros da Seleção Brasileira sub-20, Rogério Maia, afirmou que costuma observar alguns vídeos e jogos com os seus comandados. Na última terça-feira, o estilo do goleiro africano, fundamanetal na vitória do Mazembe por 1 a 0 sobre o Inter, o surpreendeu.

- O goleiro africano usou algumas situações diferentes do goleiro brasileiro. Em duas situações em que o Sóbis e o Giuliano chegaram na cara do gol, ele não saiu para abafar, o que qualquer atleta brasileiro faria. Ele ficou dentro do gol, e o brasileiro perdeu a noção. Quando o goleiro sai abafando, o atacante toca de lado ou por cima. E quando se usa a força, você perde a técnica. Talvez tenha feito a diferença para o Inter perder esses dois gols.

Deixando as surpresas do mundo da bola de lado, durante o treino desta quarta-feira, bolas alçadas na área, reposição e saídas do gol, tudo para fazer bonito no Peru e ajudar a Seleção Brasileira a garantir uma vaga nas Olimpíadas de 2012, em Londres. O Sul-Americano credencia duas equipes para os Jogos e quatro para o Mundial da categoria, em julho, na Colômbia. E a disputa por posição promete ser acirrada. No próximo dia 30, o técnico Ney Franco terá que cortar um dos arqueiros, já que só levará dois para o torneio.

Na opinião de Rogério Maia, os três têm qualidades e tem lidado super bem com a competitividade dentro do grupo da Seleção Brasileira.

- De uma maneira muito saudável. Todos sabem do seu potencial, sabem porque chegaram até aqui. Cada um sabe os seus limites, suas virtudes, mas no dia a dia cada um está buscando o seu espaço. É uma convocação para um Sul-Americano, que é importante, mas acontecerão outras convocações. Eu sempre digo que isso aqui é uma passagem para ser utilizada para o futuro, para novas convocações, para se chegar à Seleção principal - avaliou Maia.    

veja também