MENU

Gomes mostra estar certo sobre Cicinho: 'não é por achismo'

Gomes mostra estar certo sobre Cicinho: 'não é por achismo'

Atualizado: Quinta-feira, 1 Abril de 2010 as 12

Ricardo Gomes bem que poderia se expressar com um "eu avisei" ao ver Cicinho deixar o campo do estádio Tecnologico sentindo dores na coxa direita, durante o empate sem gols entre Monterrey e São Paulo, na última quarta-feira, pela Taça Libertadores.

Isso porque após a derrota para o Corinthians por 4 a 3, no domingo passado, pelo Paulistão, o lateral reclamou que estava insatisfeito com a reserva e garantiu ter condições físicas para jogar quando o treinador precisasse. Por outro lado, Gomes explicou que o camisa 23 ainda não tinha preparo para encarar uma sequência de jogos. E falou com propriedade, ganhando apoio até do vice de futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O dirigente fez coro com o técnico e reprovou a cobrança pública do lateral: 'Que transforme o bico em qualidade de jogo'.

- Eu conversei com ele e lembrei do que falei sobre ele não ter condições. Penso no São Paulo 24 horas e se tomo uma decisão não é por achismo, é porque conversei com o departamento médico.

Hoje o condicionamento físico dele é bem melhor do que quando chegou, que não tinha ritmo. Mas ele não começou contra o Corinthians porque sentiu dores e falou ao médico. Achei mais importante contar com ele neste jogo do que no clássico. Trabalho com seriedade, sem proteger ninguém e o que aconteceu com ele é uma prova disso - ressaltou o comandante.

Logo depois da partida Cicinho passou rapidamente pela imprensa e explicou que sentiu um estalo na coxa direita quando tentou fazer um movimento mais intenso. O jogador está em tratamento desde então, mas só passará por exames para diagnosticar o problema em São Paulo, na sexta-feira, dia da chegada da delegação tricolor.

Por: Carolina Elustondo

veja também