MENU

Governo terá secretaria para cuidar da segurança da Copa, diz ministro

Governo terá secretaria para cuidar da segurança da Copa, diz ministro

Atualizado: Quinta-feira, 5 Maio de 2011 as 3:43

O ministro dos Esportes, Orlando Silva, afirmou nesta quinta-feira (5), ao participar do programa "Bom Dia Ministro", transmitido para rádios de todo o país, que o governo federal vai criar uma secretaria voltada diretamente para cuidar das questões de segurança na Copa do Mundo de 2014. Segundo Orlando Silva, a secretaria estará ligada ao ministério da Justiça.

"No Brasil, quem dirige a questão de segurança é o Ministério da Justiça. Inclusive, deve ser criada uma secretaria especialmente voltada para a preparação das questões de segurança da Copa de 2014, no âmbito o Ministério da Justiça. Uma secretaria que tem o papel de integrar as forças de segurança das cidades e de todos os estados que receberão os jogos da Fifa. Vão ter o suporte das Forças Armadas, trabalhos de inteligência, teremos, sim, um esforço extraordinário, especial de segurança para que aconteça com conforto e segurança o mundial da Fifa", afirmou o ministro.

Segundo Orlando Silva, a secretária deve trabalhar em conjunto com as Forças Armadas e as polícias dos estados que vão servir de sedes para os jogos da Copa. Também deverão ser realizados intercâmbios para o treinamento de profissionais que vão atuar durante o evento.

"Haverá uma série de intercâmbios entre as forças de segurança do Brasil com forças de segurança de outros países para que se tenha o máximo rigor. Segurança é um tema delicado. Eu estive na Copa do Mundo da Alemanha e testemunhei a polícia inglesa, devidamente uniformizada, auxiliando na segurança na Alemanha. No Brasil não será diferente. Será um Mundial muito seguro", afirmou.

Além da segurança, o ministro reforçou que o governo está investindo em infraestrutura, especialmente na modernização dos aeroportos. Segundo o ministro, os investimentos brasileiros para o mundial devem chegar a R$ 47 bilhões, entre público e privado. A expectativa é que o mundial gere cerca de 700 mil empregos.

"A infraestrutura brasileira precisa de muitos investimentos e terá na Copa do Mundo vários investimentos. Primeiro nos aeroportos. Temos de aumentar o número de terminais de passageiros. A presidente Dilma criou uma secretaria específica para a avião civil. Alertou que o governo trabalhe para atrair investidores privados. De modo a que possamos andar mais rápido na modernização dos aeroportos. Estamos ainda numa fase de aceleração para entregar o Brasil bem em 2014", afirmou.

Orlando Silva disse que, até junho, deve estar definida a situação da Autoridade Olímpica, cargo que já foi indicado pela presidente Dilma Rousseff. O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles deve ser confirmado no cargo.

"A autoridade pública brasileira é um compromisso. Neste instante a fase é de formalização. A presidente Dilma convidou o ex-presidente do Banco Central Henrique Meireles, e eu creio que seja só uma questão de análise do Senado federal. Até junho tudo já deve estar definido".  

veja também