MENU

Grêmio incorpora passado de Renato e quase dobra número de gols

Grêmio incorpora passado de Renato e quase dobra número de gols

Atualizado: Sexta-feira, 15 Outubro de 2010 as 7:22

Renato Gaúcho fez o Grêmio colocar em prática aquilo que ele mais fez nos tempos de jogador. A chegada do treinador foi a senha para o Tricolor quase dobrar sua média de gols no Campeonato Brasileiro. Nos 16 jogos sob o comando do ex-craque no Nacional, o time gaúcho jamais deixou de balançar as redes. O Grêmio, com Renato, só não marcou gols na estreia dele, a derrota de 2 a 0 para o Goiás pela Copa Sul-Americana.

São dois Tricolores: antes de Renato, a média de gols no Brasileirão foi de 1,15 por partida; depois da chegada do treinador, passou para 2,06. E o crescimento ofensivo não representou fragilidade defensiva. Pelo contrário: a média de gols sofridos passou de 1,46 por partida para 1,06.

Os sinais são claros. Com Renato, o Grêmio defende e, especialmente, ataca melhor. Nos últimos quatro jogos, o time gaúcho fez 14 gols – ou 3,5 por jogo. Jonas, depois da chegada do novo comandante, desandou a marcar gols. Com 19, é disparado o goleador do Campeonato Brasileiro.

Os jogadores enxergam o chefe deles como um treinador longe de ter surtos ofensivistas e também afastado das tentações da retranca. Para eles, o Grêmio é equilibrado.

- Temos um estilo de jogar que procuramos usar dentro e fora de casa. Criamos essa identidade de atacar sempre. Na maioria dos jogos, fazemos gols e tomamos cuidado para não levar. Os gols da nossa equipe estão aparecendo naturalmente – comentou o lateral-direito Gabriel. O zagueiro/volante Vilson não vê o treinador, por ser ex-atacante, mais propenso a formar times ofensivos. Na visão dele, Renato também fica atento à estrutura defensiva do Grêmio.

- Ele mexe em todas as partes. Como foi um atacante de sucesso, o Renato tem vasta experiência no ataque, e procura passar coisas da experiência dele. Mas ele se preocupa com a defesa também. Ele mexe em todos os setores, se preocupa com todos eles – afirmou Vilson.

A próxima missão do Grêmio de Renato Gaúcho é contra o líder do Campeonato Brasileiro. Domingo, o Tricolor recebe o Cruzeiro no Olímpico.

Grêmio antes de Renato

13 jogos

15 gols marcados, média de 1,15 por partida

19 gols sofridos, média de 1,46 por partida

Atlético-GO 0 x 0 Grêmio

Grêmio 1 x 2 Corinthians

Palmeiras 4 x 2 Grêmio

Grêmio 3 x 0 Avaí

Flamengo 1 x 1 Grêmio

Grêmio 2 x 1 Atlético-MG

São Paulo 3 x 1 Grêmio

Grêmio 1 x 1 Vitória

Prudente 2 x 0 Grêmio

Grêmio 1 x 1 Vasco

Cruzeiro 2 x 2 Grêmio

Inter 0 x 0 Grêmio

Grêmio 1 x 2 Fluminense

Grêmio depois de Renato

16 jogos

33 gols marcados, média de 2,06 por partida

17 gols sofridos, média de 1,06 por partida

Grêmio 2 x 0 Goiás

Ceará 2 x 1 Grêmio

Grêmio 1 x 2 Santos

Atlético-PR 1 x 1 Grêmio

Grêmio 1 x 0 Guarani

Botafogo 2 x 2 Grêmio

Grêmio 2 x 0 Atlético-GO

Corinthians 0 x 1 Grêmio

Grêmio 1 x 2 Palmeiras

Avaí 0 x 3 Grêmio

Grêmio 2 x 2 Flamengo

Atlético-MG 1 x 2 Grêmio

Grêmio 4 x 2 São Paulo

Vitória 0 x 3 Grêmio

Grêmio 4 x 0 Prudente

Vasco 3 x 3 Grêmio

veja também