MENU

Grêmio vence o Porto Alegre

Grêmio vence o Porto Alegre

Atualizado: Segunda-feira, 21 Março de 2011 as 8:04

por Eduardo Cecconi

Com time reserva, o Grêmio venceu o Porto Alegre na tarde deste domingo, por 3 a 0. A partida, válida pela terceira rodada do Grupo 2 da Taça Farroupilha - o segundo turno do Campeonato Gaúcho - foi disputada no gramado sintético do Estádio Passo D'Areia.

Ainda no primeiro tempo, Escudero e Júnior Viçosa marcaram dois gols tricolores. Vinícius Pacheco completou o 3 a 0 aos 45 da etapa final. A vitória deixa o Grêmio com 3 pontos, em uma partida a menos. O Porto Alegre segue com apenas 1, e na classificação geral hoje estaria rebaixado o clube presidido pelo empresário Assis, irmão de Ronaldinho Gaúcho.

Escudero comemora primeiro gol com os jogadores do Grêmio (Foto: Wesley Santos/PRESSDIGITAL) De volta às raízes

No segundo semestre de 2010, o Grêmio de Renato Gaúcho se notabilizou pela postura agressiva com a bola. Em poucos minutos a equipe partia para cima dos adversários, buscando a definição da vitória quase que imediatamente acionando os atacantes com muita frequência. E os jogadores conseguiram reproduzir este comportamento contra o Porto Alegre.

No 4-4-2 com meio-campo em quadrado, o treinador gremista alinhou Mithyuê e Pessalli na articulação. Escudero foi o atacante pela esquerda, com Júnior Viçosa na referência. Distribuição tática que, aliada ao empenho dos atletas, funcionou.

Com 4 minutos, o Grêmio reprisou as imagens do ano passado. Mithyuê cruzou para a área, e o argentino Escudero colocou a bola nos 90 graus do ângulo reto formado pelo travessão e pelo poste direito: 1 a 0. Aos 23, foi Pessalli quem lançou de esquerda, na região onde são cobrados os pênaltis, e Júnior Viçosa ampliou de cabeça.

Dois gols marcados em curto intervalo de tempo, pelos atacantes, em combinações pelos lados do campo. Apesar das oportunidades criadas pelo Porto Alegre, em contra-ataques, o Grêmio terminou a etapa inicial com bom desempenho, resgatando a imagem recente.

O mandante, que sediou a partida na casa do São José-Poa porque o regulamento exige capacidade mínima de 20 mil torcedores em confrontos com a dupla Gre-Nal, teve um gol anulado, sob alegação de impedimento, em lance que provocou dúvidas.

Sob controle

Persistiu no segundo tempo o controle gremista. Renato Gaúcho fez alterações táticas - os meias inverteram-se, passando Mithyuê à direita, e Pessalli à esquerda; Escudero também saiu da canhota para o outro lado do campo. Faltaram, entretanto, boas conclusões.

As combinações, apesar da carência de chutes perigosos, apareceram. Bruno Collaço e Mithyuê formaram boa dupla, assim como Escudero trouxe mais o improvisado lateral Maylson ao jogo. Próximo aos 15 finais, Renato já havia realizado três alterações quase simultâneas: Vinicius Pacheco substituiu Júnior Viçosa; Leandro entrou no lugar de Escudero; e Mithyuê deu lugar a Mateus Magro.

O ritmo da partida perdeu intensidade nos últimos minutos. Victor, único titular do Grêmio, ainda teve tempo de realizar boa defesa com os pés, assegurando a vitória sem sofrer gols. Aos 45, Vinicius Pacheco fechou o placar em 3 a 0.

Próximos jogos

Na próxima quinta-feira, dia 24 de março, o Grêmio recebe o Inter-SM às 19h30m, pela quarta rodada do Grupo 2 da Taça Farroupilha. No mesmo dia, às 20h, o Porto Alegre visita o Pelotas  

veja também