MENU

Grêmio x Goiás: era Renato Gaúcho de volta em jogo com cheiro de crise

Grêmio x Goiás: era Renato Gaúcho de volta em jogo com cheiro de crise

Atualizado: Quinta-feira, 12 Agosto de 2010 as 9:52

Grêmio e Goiás vivem dias para lá de complicados. Teimosa, a crise ronda as duas equipes, incomoda e dá a sensação de que o mundo virou de cabeça para baixo. No Brasileirão, goianos e gaúchos estão muito próximos e igualmente preocupados. O Esmeraldino está em 17º na tabela e abre a zona de rebaixamento, com 13 pontos. O Tricolor está na cola, com 12, uma posição atrás.

Nesta quinta-feira, enxergam a chance de amenizar o momento difícil via Copa Sul-Americana, que a partir deste ano dará ao campeão uma vaga na Libertadores da América. As equipes se enfrentam no estádio Olímpico, às 19h30m (de Brasília). Jogo que marca a estreia de Renato Gaúcho, ídolo maior dos gremistas, como técnico da equipe.

Na semana passada, os times empataram por 1 a 1 no Serra Dourada. Melhor para os gaúchos, que conseguiram marcar fora de casa e jogam pelo 0 a 0 para chegar à fase internacional da competição. Caso o placar do primeiro encontro se repita, a classificação será decidida nos pênaltis. Um empate por dois ou mais gols dará a vaga aos goianos. Quem avançar terá pela frente nas oitavas de final o classificado do duelo entre Peñarol-URU e o vencedor da chave C (Univ. César Vallejo–PER x Barcelona-EQU).

O SporTV transmite a partida ao vivo para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM detalha todos os lances em Tempo Real.

Para os gaúchos, é Renato Portaluppi. Foi assim que ele se consagrou vestindo azul, branco e preto. Protagonista nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 1983, o atacante é venerado pelos gremistas. Está na Calçada da Fama do estádio Olímpico e tem seus brilhantes momentos destacados no Memorial do Grêmio. Com a demissão de Silas, o sonho de comandar o clube onde nasceu começa a ganhar forma nesta quinta-feira. Renato Gaúcho chega a Porto Alegre e coloca a mão na massa. Mesmo sem ter treinado o time, vai estar na área técnica do Monumental pela primeira vez como dono da casa.

- É uma experiência nova. Ele foi um excelente jogador, vi ele jogar em outros clubes em fim de carreira, mas vou estar sendo comandado por ele. É um grande ídolo do Grêmio, conquistou o maior título da história do clube, e a direção acertou. Vai ser um cara que vai nos ajudar, vai tirar um pouco da pressão da torcida. O torcedor vai querer prestigiar a estreia dele. Agora, é a oportunidade dele no clube como treinador e vai nos ajudar e muito – disse o goleiro Marcelo Grohe, substituto de Victor, que serviu a Seleção Brasileira na última terça-feira.

O técnico dos juniores, Andrey Lopes, que comandou o grupo principal interinamente no início da semana, montou a equipe no esquema 4-5-1, com apenas Jonas no ataque. O atacante Borges e o volante Fábio Rochemback têm lesões musculares e desfalcam o Tricolor. O volante Adilson ainda é dúvida. Ele sente dores na panturrilha esquerda e dificilmente estará em campo. Outro jogador de meio-campo que inspira cuidados é Willian Magrão. Ele foi poupado do treino desta quarta por conta das dores no joelho direito. No entanto, deve jogar. A formação foi definida com a ajuda de Renato Gaúcho em conversas por telefone. Foi também por meio de uma ligação que o novo técnico foi informado pelos dirigentes sobre a dispensa do zagueiro Rodrigo .

Apesar da vantagem de ter conseguido fazer um gol na casa do adversário, não está nos planos do Grêmio se defender.

- Fizemos um gol fora, ajudou bastante, mas o professor Andrey já passou a postura que vamos tomar. Temos de resgatar o futebol que mostrávamos dentro de casa. Nos últimos jogos, não fomos bem no Olímpico por diversas razões, mas temos que, junto com o torcedor, empurrar, ir para cima, tomando todos os cuidados para não sofrer gol – analisou Grohe.

Novidades verdes no Olímpico O Goiás terá novidades na equipe que tentará uma vaga nas oitavas. Em relação à formação titular que empatou com o Palmeiras (1 a 1), domingo, no Serra Dourada, pelo Brasileirão, serão duas modificações: entram Rafael Moura e Wendel Santos.

O atacante Rafael Moura, suspenso em seis partidas no Brasileiro por decisão do STJD, pode atuar na competição internacional. Com isso, Pedrão vai para o banco de reservas.

- O Rafael é um centroavante alto, que preocupa lá na frente e que ninguém gosta de marcá-lo. Ele tem força física e tem se saído muito bem nos jogos que tem disputado – afirmou o técnico Leão, que garantiu não priorizar o Brasileirão em detrimento da Sul-Americana e vice-versa.

Já o volante Wendel Santos ganha nova chance de tentar sanar o problema da lateral direita. Ele atuou como titular pela última vez contra o Flamengo, dia 5 de junho, pela 7ª rodada do Brasileiro. Domingo, contra o Palmeiras, sequer ficou no banco.

- Demos chances iguais para todos. Não aproveitaram. Agora, a chance voltou para ele (Wendel). Se aproveitar, fica em definitivo - justificou Leão.

veja também