MENU

Grupo Lotus anuncia acordo com a Renault e dará nome ao time em 2011

Grupo Lotus anuncia acordo com a Renault e dará nome ao time em 2011

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 12:05

O Grupo Lotus, responsável pela construção dos carros de rua da marca, anunciou nesta quarta-feira um acordo com a Renault e dará nome à equipe na temporada 2011 da Fórmula 1. Ela passará a ser chamada de Lotus Renault GP Team após a empresa comprar ações da equipe que pertenciam ao Genii Capital, fundo de investimentos pertencente a Gerard Lopez. O contrato entre as partes tem validade até 2017 e a montadora francesa se comprometeu a fornecer os motores.

Em outubro, a montadora francesa Renault vendeu o restante de suas ações na equipe de Fórmula 1 para o Genii Capital e passou apenas a ser fornecedora de motores. Com isso, o fundo ficou livre para entrar em acordo com o Grupo Lotus, que escolheu as lendárias cores preta e dourada para a pintura do carro. O problema é que a Lotus Racing, pertencente ao malaio Tony Fernandes, já havia anunciado que usaria o esquema de pintura da época do patrocínio do John Player Special. Após o a anúncio, a Lotus Renault GP Team deve manter sua dupla de pilotos: o polonês Robert Kubica (que já tem contrato) e o russo Vitaly Petrov.

- Estamos satisfeitos em poder anunciar publicamente a notícia de que iremos correr como Lotus Renault GP em 2011. É extremamente motivador começar uma nova fase para a equipe em parceria com o Grupo Lotus, e nós vamos continuar com nossa forte relação com a Renault. É um tributo ao excelente trabalho feito este ano pelo time em Enstone para podermos atrair o grande patrocinador e o novo investimento para um futuro brilhante - diz Gerard Lopez, dono da equipe.

O anúncio do Grupo Lotus para 2011 ignora a iniciativa da Lotus Racing, equipe pertencente ao empresário malaio Tony Fernandes. O time, que disputou a temporada 2010, anunciou que usará os motores Renault no próximo ano, uma pintura preta e dourada e mudará o nome para Team Lotus, a tradicional marca lançada na Fórmula 1 por Colin Chapman. O Grupo Lotus e Fernandes disputam na Justiça inglesa os direitos de uso do nome Lotus.

- Não vejo uma plataforma melhor para uma montadora do que o automobilismo. E a Fórmula 1 é a principal categoria de monopostos. Sabemos que existem muitas controvérsias sobre o uso de nossa marca na Fórmula 1 e gostaríamos de esclarecer: somos a Lotus e estamos de volta - diz Dany Bahar, presidente do Grupo Lotus, em comunicado oficial.

veja também