MENU

Guardiola critica Real Madrid e rádio e lamenta acusação de doping no Barça

Guardiola critica Real Madrid e rádio e lamenta acusação de doping no Barça

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 3:40

Pep Guardiola, técnico do Barcelona, se manifestou nesta sexta-feira sobre o pedido do Real Madrid por mais rigor nos exames antidoping realizados no Campeonato Espanhol. A reclamação do comandante do time catalão também se deve à aparição de médicos enviados pela Uefa para realizar a coleta de sangue e urina em dez jogadores do elenco do Barça, entre eles Lionel Messi, Xavi, Iniesta e Villa, na última quinta-feira.

Para piorar a situação, no início da semana, a Rádio Cadena Cope ainda deu a entender que o Valencia e o Barcelona eram os clubes visados pelo Real Madrid para pedir mais rigor à federação espanhola. Guardiola não poupou as palavras.

- Essa pergunta sobre doping deve ser feita à rádio e para Florentino Pérez (presidente do Real Madrid). Eles precisam se colocar de acordo para saber o que falam e quando falam (sobre acusar o Barça de entrar em campo com jogadores dopados). O clube apresenta uma forma de jogar, mas não existe isso (doping). Quando afirmarem quem é o responsável pelas acusações, nós tomaremos as nossas ações - afirmou Guardiola.

Após comentar a polêmica, na coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, em Barcelona, Guardiola aproveitou para comentar o sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões. O time catalão vai enfrentar o Shakhtar Donetsk.

- As duas equipes se conhecem bem e seguem fazendo as mesmas coisas. Há pouco tempo, eles ganharam a Liga Europa. É uma equipe que conta com quatro brasileiros, tem um grupo forte e o jogo de volta será na Ucrânia. Para se classificar é preciso jogar muito bem os dois conrontos. Temos que conquistar um bom resultado em casa para depois buscarmos a vaga fora - afirmou o treinador espanhol.

O comandante do Barça lamentou o problema ocorrido com o francês Abidal. Na última quinta-feira, o jogador foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um tumor no fígado.

- Foi uma notícia ruim, mas é um garoto muito forte na parte física e emocional. Isso vai ajudá-lo a sair dessa. É uma pessoa querida no clube e pouco a pouco o grupo está se recuperando da informação. Agora, o homem está na frente do jogador. A parte esportiva vem em um segundo momento - comentou o comandante, que agradeceu a Casillas, capitão do Real Madrid, pela atitude de entrar com uma camisa em homenagem ao atleta na partida da última quarta-feira, pela Liga dos Campeões.      

veja também