MENU

Guardiola elogia Barcelona, mas põe freio na empolgação

Guardiola elogia Barcelona, mas põe freio na empolgação

Atualizado: Quarta-feira, 25 Novembro de 2009 as 12

Bater a Internazionale de Milão por 2 a 0 sem a presença da dupla de ataque titular, formada por Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic, terça-feira, no Camp Nou, transformou o Barcelona mais uma vez na principal força da Copa dos Campeões.

A imponente vitória do atual campeão europeu deixou o técnico Josep Guardiola bastante satisfeito, principalmente pela forma como ela foi construída. ''Quero felicitar a todos os jogadores. Sei que jogar adiantado como fizemos tem um risco, mas não poderia passar uma mensagem negativa a eles alterando nossa maneira de atuar'', explicou.

Apesar de feliz pelo êxito contra os tetracampeões italianos e pela liderança isolada do Grupo F, com oito pontos, dois a mais do que a própria Inter, Guardiola tomou cuidado para não incentivar uma empolgação exacerbada no time catalão.

''Demos um passo importante, um grande passo, mas nem tudo está feito. Ainda falta Kiev'', ressaltou, lembrando que o Barcelona precisa de um bom resultado contra o Dínamo, lanterna do grupo, para sacramentar a classificação à próxima fase do torneio sem maiores sustos.

O treinador voltou a explicar os motivos que o levaram a deixar as estrelas Messi e Ibra como opções no banco de reservas. E mandou um recado para aqueles que por ventura tenham passado a desconfiar do potencial do grupo azul-grená.

''Quero agradecer ao Ibra e ao Messi pela vontade de querer jogar. Tudo o que foi feito foi feito por todos e eu não acho que se passou tanto tempo assim para que pudessem desconfiar de nós'', argumentou. ''Se eles não jogaram, é porque não podiam, mas nesse plantel todos estão sempre comprometidos em ganhar as partidas e fazer o melhor'', concluiu.

veja também