MENU

Guiñazu vê futuro no grupo do Inter, em vias de sofrer mudanças

Guiñazu vê futuro no grupo do Inter, em vias de sofrer mudanças

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 10:58

Argentino bota fé no elenco colorado Foto: Lucas Uebel/VIPCOMM)

  O Inter não esconde o interesse em mexer em seu elenco. Sem radicalismos, sem guilhotina, quer deixar, aos poucos, o vestiário mais jovem – e também menos caro. Isso implica na saída gradativa de atletas mais experientes e, em alguns casos, campeões pelo clube. Costuma ser um processo complexo, e o Inter está ciente disso, especialmente porque os atletas têm convicção de que o ciclo deles não está encerrado no Beira-Rio.

O volante Guiñazu, há quatro anos no clube, falou sobre o assunto nesta quinta-feira. E deixou claro que ainda aposta no grupo de jogadores do Inter.

- Não tenho dúvida disso. Mas os que podem ver sobre ciclo é quem está de fora, frio, e entende de futebol. Nosso ambiente é muito bom. Estou aqui há quatro anos. Nunca vi problemas. Houve momentos difíceis, que todos clubes têm. Quatro anos é muito tempo, com muitos títulos, muitos torneios, e o Inter sempre brigou por quase tudo. Eu, aqui dentro, sei a cabeça que o grupo tem, a força que tem. Esse grupo tem muitas coisas para brigar. Temos muitas coisas pela frente, e esse grupo é muito vencedor – disse o camisa 5.

Guiñazu diz que tem consciência de que nenhum elenco é eterno. Ele afirma que todos precisam estar preparados para mudanças, mas ressalta que espera seguir um bom tempo com o atual grupo.

- Há mudanças que dão certo e outras que não dão. A instituição está bem organizada, tem ideias claras. São eles (os dirigentes) que têm a decisão. Somos empregados, tentamos fazer o melhor, dar tudo pelo clube. Mas somos todos cientes de que um dia isso acaba. Temos que estar preparados para tudo. Mas estou orgulhoso, porque todo mundo dá tudo por essa instituição. Claro que a gente gostaria de permanecer com esse grupo, porque é maravilhoso.

Guiñazu é um dos possíveis integrantes do processo de renovação. Desde o ano passado, ele tem um acordo verbal com o Inter: no caso de uma boa proposta, o clube se comprometeu a não vetar a saída dele. O combinado segue de pé.        

veja também