MENU

Gustavo supera 'raiva grande' por ter se lesionado: 'É duro ficar assistindo'

Gustavo supera 'raiva grande' por ter se lesionado: 'É duro ficar assistindo'

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 9:21

Gustavo dá um abraço em Giba durante treino da

seleção em São Paulo (Foto: Alexandre Arruda/CBV)

  Os olhos inquietos de Gustavo se dividem entre a quadra e o celular. Depois, brinca com os companheiros, tira fotos e dá entrevistas. Cortado da Liga Mundial devido a uma fratura no pé esquerdo, o central foi ao treino da seleção brasileira em São Paulo para apoiar o grupo antes dos jogos contra Porto Rico, neste fim de semana, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A ansiedade por estar fora das atividades, no entanto, é evidente.

- A recuperação é bem tranquila. Não tem muito o que fazer. É só repousar e me cuidar, não mexer muito o pé até o osso consolidar. Mas a vontade de estar ali treinando é enorme. É duro ficar assistindo - diz, rindo.

Pouco antes das partidas contra os Estados Unidos, no último fim de semana, em Belo Horizonte, Gustavo vivia novamente os sentimentos de um novato. De volta à seleção, tentava mostrar em quadra que ainda podia estar no grupo.

- Foi o pior sentimento de todos. Passei muita raiva lá em Belo Horizonte. Estava voltando, começando a entrar no ritmo, acertando a bola dos levantadores. É difícil ter de parar tudo e interromper tudo bruscamente. É uma raiva muito grande. Até pedi que me liberassem porque eu não ia conseguir ficar lá. O melhor jeito de me recuperar é ficar com a família, então vim para São Paulo. Na hora, achei que fosse uma entorse leve, fiquei até tranquilo. Mas, à noite, quando fiz a radiografia, foi uma frustração muito grande.

  Gustavo deve ficar quatro semanas longe das quadras. Por isso, vai aproveitar a passagem da seleção por São Paulo para apoiar a equipe na luta pela classificação à fase final da Liga.

- É a última semana que a seleção vai estar aqui, né? Depois, vai ficar um tempão fora. Então, se eu puder vir aqui, dar uma força, conversar, vou ajudar. Tenho de me recuperar e voltar praticamente do zero. São quatro semanas de recuperação. Vou ficar muito tempo sem contato com bola.

Líder do grupo A da Liga Mundial, o Brasil encara Porto Rico, lanterna com seis derrotas em seis jogos, no sábado e no domingo. A Rede Globo transmite todos os lances, a partir das 10h (de Brasília), direto do ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.          

veja também