MENU

Hamilton aproveita "lambança" da Red Bull e vence na Turquia

Hamilton aproveita "lambança" da Red Bull e vence na Turquia

Atualizado: Domingo, 30 Maio de 2010 as 10:41

A Red Bull tinha a vitória nas mãos no GP da Turquia até a 40ª volta, quando o líder Mark Webber tocou Sebastian Vettel em uma tentativa de ultrapassagem e os dois causaram um acidente. Quem se deu bem foi Lewis Hamilton, que deixou ambos para trás e comandou a segunda dobradinha da McLaren na temporada.

Mesmo depois da batida, o australiano Mark Webber chegou na terceira posição e manteve a liderança do campeonato, seguido de perto por Jenson Button, segundo colocado na Turquia. Vettel, que abandonou a prova após se enroscar com o companheiro, saiu da pista muito bravo, chamando Webber de “louco” através de gestos.

Depois da batida entre os dois carros da Red Bull, Lewis Hamilton e Jenson Button protagonizaram uma disputa mais limpa pela liderança, mas quase repetiram a lambança feita por Webber e Vettel. Foi na 49ª volta, quando Button atacou o parceiro e conseguiu a ultrapassagem. Mas Hamilton entrou no vácuo e recuperou o primeiro posto.

O brasileiro Felipe Massa não conseguiu melhorar o rendimento de sua Ferrari e terminou na sétima colocação, somando seis pontos e caindo da quinta para a sétima colocação na classificação. Seu parceiro Fernando Alonso, que largou em 12º lugar, terminou em oitavo e agora tem o quarto lugar no Mundial.

Rubens Barrichello, da Williams, foi prejudicado por uma largada ruim e chegou em 14º, após largar em 15º. Bruno Senna não conseguiu completar a corrida, e Lucas Di Grassi ficou com o 21º lugar.

A prova mostrou que Red Bull e McLaren são os carros mais competitivos do momento. A equipe austríaca leva vantagem na classificação, com sete poles em sete corridas, mas tem dificuldades para concretizar resultados. Já a Ferrari, que completou 800 corridas na Turquia, mostrou baixo rendimento e disputou posições com a Renault.

A corrida Na largada, Vettel tomou a segunda posição de Hamilton, mas o inglês recuperou o posto ainda na primeira volta. Schumacher, que ultrapassou Button, também perderia a quarta posição em seguida.

Sem acidentes e com poucas ultrapassagens, a largada foi ruim mesmo para Rubens Barrichello, que caiu de 15º para 20º. Mas, antes da primeira parada nos boxes, o piloto da Williams já havia conseguido passar os carros estreantes que estavam à sua frente.

Em segundo lugar, Lewis Hamilton andou muito próximo ao líder Webber até a primeira troca de pneus, quando a McLaren demorou mais do que o normal e permitiu que Vettel tomasse a posição de Hamilton.

Parecia que Webber teria mais tranquilidade na liderança, mas tudo mudou na 40ª volta, quando Vettel ficou lado a lado com o australiano. Os dois se tocaram, Vettel rodou e saiu da pista.

Muito bravo, girou os dedos como se chamasse o companheiro de louco. Mas, após uma passagem pelo trailer da equipe, saiu mais calmo e disse que estava de cabeça quente.

A disputa da McLaren mostrou dois pilotos mais cautelosos. Button já vinha andando mais rápido que Hamilton, mas os pilotos ingleses se respeitaram mais e se mantiveram na pista. O campeão de 2008 manteve a liderança e chegou à sua primeira vitória na temporada de 2010.   fonte:uol.com.br

veja também