MENU

Hamilton se desculpa com comisários e volta atrás em reclamações pós-GP

Hamilton se desculpa com comisários e volta atrás em reclamações pós-GP

Atualizado: Segunda-feira, 30 Maio de 2011 as 4:20

O inglês Lewis Hamilton seguiu dando explicações após as críticas que disparou depois do GP de Mônaco. Ao se envolver em pelo menos dois acidentes e ser punido duas vezes pela direção da prova, ele reclamou de perseguição e direcionou sua ira aos comissários e ao piloto Felipe Massa. No entanto, ao ser chamado para prestar esclarecimentos, alegou ter feito uma brincadeira, contando ter sido entendido pelos diretores da corrida.

Em entrevista logo após a prova, o campeão da temporada 2008 respondeu ao ser perguntado sobre as penalidades que recebeu ao provocar os acidentes de Felipe Massa e Pastor Maldonado. Ele falou que a punição seria uma aberração, e creditou-a como uma represália racista, pelo fato de ser negro.

A McLaren anunciou, em seguida, que Hamilton foi chamado pelos comissários para prestar esclarecimentos por suas críticas. O piloto da McLaren, por sua vez, afirmou que pediu desculpas pelo que falou.

"Voltei a falar com os comissários para deixar tudo claro. Foi em parte uma brincadeira, que não foi muito engraçada naquele momento. Eu a fiz quando os ânimos estavam acirrados, e é comum você não dizer as coisas certas nos finais de prova. Nós resolvemos tudo, eles aceitaram a minha explicação, me entenderam, e disseram que a vida segue", contou.

Depois de resolvido o caso, Hamilton acredita que não irá sofrer mais punições, ao contrário do que pediram o venezuelano Pastor Maldonado e o brasileiro Felipe Massa, que criticou ferrenhamente o piloto inglês.

"Eles falaram no final que fariam de tudo para que as pessoas da FIA compreendam o que ocorreu, assim como qualquer outra pessoa que não entender isso, para que o caso não saia da sala de reuniões. Eu devia ter dito isso, ou não? Como eu falei, estava tentando fazer uma piada, mas ela não foi engraçada. Às vezes você tenta fazer brincadeiras e acaba ofendendo as pessoas", defendeu-se.  

veja também