MENU

Histeria e assédio marcam chegada de Neymar, que nega ser 'o cara'

Histeria e assédio marcam chegada de Neymar, que nega ser 'o cara'

Atualizado: Quinta-feira, 2 Junho de 2011 as 1:26

A passagem de Neymar e Elano pelo saguão do aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, foi rápida e tranquila. Mas a chegada deles ao hotel em que a Seleção Brasileira está concentrada foi mais lenta, sob gritos e bastante assédio da imprensa. Mais em cima do garoto, é claro. Afinal, ele é a grande estrela do time.

    Neymar e Elano chegam ao hotel da Seleção Brasileira (Foto: Leandro Canônico/GLOBOESPORTE.COM)     Assim que desceram do carro que os buscou no aeroporto, Neymar e Elano encontraram uns 50 fãs espremidos na grade de proteção do hotel. As meninas, aliás, gritaram histéricas pelo atacante santista, que apenas acenou. Já dentro do hotel, o garoto foi pressionado pelos microfones e negou ser protagonista. - Não, não (sou o cara da Seleção). Sou apenas mais um que está aqui para ajudar o grupo – declarou Neymar, que pelo assédio em sua chegada provou que é, sim, o principal atleta dentre os 27 convocados por Mano Menezes para os amistosos de sábado, contra a Holanda, em Goiânia, e terça, diante da Romênia, em São Paulo.

No aeroporto Santa Genoveva, Neymar chegou a perder um anel de prata que costuma usar, mas um dos seguranças do local achou e devolveu ao atacante.

Como jogaram pelo Santos na noite da última quarta-feira, em Assunção, no Paraguai, Elano e Neymar farão apenas um trabalho regenerativo na tarde desta quinta-feira (a primeira parte da atividade será fechada para treinamento de bola parada). Segundo o médico José Luiz Runco, não tem como ser diferente.

- Eles vão fazer apenas um regenerativo e descansar para treinarem normalmente na sexta-feira – resumiu o médico da Seleção Brasileira.

Em grande fase, Neymar é a principal estrela da Seleção Brasileira no momento. E a maior esperança do técnico Mano Menezes na disputa da Copa América. Só que tanto ele quanto Elano devem se apresentar mais tarde para a competição, já que a grande final da Libertadores será no dia 22 de junho. A primeira é no dia 15.

Segundo a programação da CBF, os jogadores têm de se apresentar para exames médicos no Rio de Janeiro no dia 20 de junho. A ida para Argentina é no dia 21.        

veja também