MENU

Histórias diferentes, mesmo destino: Wellington e Adriano disputam vaga

Histórias diferentes, mesmo destino: Wellington e Adriano disputam vaga

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 10:57

Wellington Paulista e Adriano disputam uma vaga

(Foto: Marcos Ribolli/Globoesporte.com)       Recuperado de uma luxação no ombro direito que o tirou dos campos por três semanas, o atacante Wellington Paulista deve ser relacionado para enfrentar o Atlético-PR no sábado, às 18h30m, no Canindé. A volta do camisa 9 coloca uma dúvida na cabeça do técnico Luiz Felipe Scolari, que ainda busca o melhor parceiro para Kleber no ataque do Palmeiras. Com Luan prestigiado e ganhando vaga cativa na equipe, a indecisão se reduz a dois nomes: Wellington, ansioso pelo primeiro gol, e Adriano, que atravessa má fase.

Os atacantes vivem momentos bem diferentes. Apesar de ter apenas quatro jogos e nenhum gol pelo Palmeiras, Wellington Paulista é querido pela torcida, que ainda espera vê-lo mais tempo em campo. Com um Brasileirão inteiro pela frente, o camisa 9 deve, finalmente, ganhar uma sequência como titular. Em pouco mais de um mês, ele teve dois problemas: a lesão e o fato de não ter sido inscrito no Campeonato Paulista. O atacante tem crédito com Felipão, que tanto pediu um centroavante no início do ano.

- Espero a todo momento para ser aproveitado, fazer meu primeiro gol. Sonho muito com isso. Acho que agora os problemas não vão mais afetar, aquela lesão no ombro foi um acidente e não tem mais o Paulistão no meio para interromper – afirmou Wellington, no evento de lançamento das camisas do Palmeiras, na última terça-feira.       A situação de Adriano é bem diferente e mais desconfortável. O camisa 19 ainda deve explicações a respeito do atraso em um treino antes do duelo contra o Cruzeiro, em Sete Lagoas. A diretoria acena com uma multa, mas aguarda uma justificativa mais elaborada do atacante antes de tomar qualquer decisão.

Antes disso, atitudes descompromissadas do jogador já haviam irritado Felipão. Com a torcida, a relação também não é das melhores, já que Adriano está há três meses sem balançar as redes - parte dos palmeirenses ainda o acusa de ser baladeiro. Vindo do Bahia como uma promessa de gols, o Michael Jackson só brilhou em uma semana, com seis gols em três jogos, contra Comercial-PI (duas vezes) e São Paulo.

- O Adriano é um cara do bem, acho que ainda vai dar alegrias ao Palmeiras - ressaltou Wellington.

No esboço da equipe que enfrenta o Atlético-PR, a maior dúvida é entre a dupla. Se mantiver o que vem fazendo nos treinos, Luan será titular incontestável pela faixa esquerda do campo, enquanto Kleber dividirá as responsabilidades do ataque com alguém: Wellington ou Adriano. Decisão que só deve ser conhecida pelo público momentos antes da partida.        

veja também