MENU

HSBC LPGA Brasil Cup 2009: Jogadora paranaense faz sua estréia na elite do golfe mundial

HSBC LPGA Brasil Cup 2009: Jogadora paranaense faz sua estréia na elite do golfe mundial

Atualizado: Quinta-feira, 15 Janeiro de 2009 as 12

HSBC LPGA Brasil Cup 2009: Jogadora paranaense faz sua estréia na elite do golfe mundial

Uma estréia de gala. A paranaense Patricia Carvalho, de 23 anos, foi indicada pela Confederação Brasileira de Golfe (CBG) e será a única amadora na disputa do HSBC LPGA Brasil Cup, evento inédito na América do Sul, marcado para os dias 24 e 25 de janeiro, no Itanhangá Golf Club, no Rio de Janeiro.

O torneio, disputado em 36 buracos, vai reunir 15 golfistas, três delas entre as 20 melhores do mundo: a coreana Eun-Hee-Ji, 15ª do ranking da LPGA; a brasileira Ângela Park, 17ª, que faz sua estréia em uma competição oficial no Brasil; e a americana Laura Diaz, 20ª. A carioca Maria Cândida Hannemann, que ocupa a 138ª colocação, também está confirmada. O HSBC LPGA Brasil Cup distribuirá 500 mil dólares em prêmios.

Número 1 do ranking brasileiro de golfe feminino amador, Patricia Carvalho disse que não esperava ser convocada para a disputa. "Achei que nenhuma amadora do Brasil poderia participar. Foi uma surpresa", comemora a jogadora, de 1,61m, que, ano passado, trancou a faculdade de Marketing para passar quatro meses em treinamento na Academia David Leadbetter, na Flórida.

Quando criança, Patrícia praticou judô, vôlei, tênis e natação. Mas, aos 12 anos, acabou optando pelo golfe, esporte que já era uma tradição em sua família materna. No começo, confessa que achou chato, mas com o passar do tempo se apaixonou pela modalidade.

"Meu ponto forte é a agressividade nos drivers e nos putters. Eu jogo para embocar e não para simplesmente aproximar a bolinha da bandeira.Mas preciso melhorar nos meus tiros médios, com ferro 7 e 8", avalia a jogadora, que já representou o país em 18 torneios internacionais e tem como alguns de seus principais títulos o de campeã da Copa Los Andes, em 2002, e do Aberto do Uruguai,em 2007.

No HSBC LPGA Brasil Cup, acredita que todas as adversárias serão difíceis e aponta Ângela Park como favorita ao título. "Já joguei algumas vezes no Itanhangá e já vi muita gente perder o torneio no buraco 18, onde tem um lago. Vai ser uma grande competição", finaliza.

O campeonato terá dois dias de disputas. No dia 23, antecedendo o evento, acontece o Torneio Pro AM, reunindo jogadoras, convidados e celebridades. O golfe, que tem mais de 30 milhões de praticantes apenas nos Estados Unidos, está entre os cinco esportes com maior movimentação econômica no mundo.

"O torneio no Rio de Janeiro será uma excelente oportunidade para que os amantes brasileiros da modalidade conheçam seus ídolos de perto. A Ângela Park e a Cândida Hannemann têm representado muito bem o Brasil no Circuito e estamos felizes por poder visitar o país dessas duas atletas de destaque do golfe mundial", disse Mike Nichols, Vice-Presidente de Competições da LPGA.

A lista completa das jogadoras que disputam a competição é a seguinte: Brasil: Ângela Park (17ª), Maria Cândida Hannemann (138ª) e Patricia Carvalho (amadora); Coréia do Sul:Eun-Hee-Ji (15ª), Hee Young Park (35ª) e Jimin Kang (51ª); Estados Unidos: Laura Diaz (20ª),Christina Kim (27ª), Leta Lindley (39ª), Kristy McPherson (47ª) e Allison Fouch (50ª); Inglaterra: Karen Stupples (23ª);Suécia: Louise Friberg (48ª) e Carin Koch (54ª); Escócia: Catriona Matthew (41ª).

veja também