MENU

Iarley defende Fernandão e nega corpo-mole para derrubar o Timão

Iarley defende Fernandão e nega corpo-mole para derrubar o Timão

Atualizado: Sexta-feira, 20 Agosto de 2010 as 7:21

Andrés Sanches nunca perdoou o Internacional pela postura adotada no jogo que ajudou a rebaixar o Corinthians para a Série B, em 2007. Sem citar nomes, o presidente alvinegro acusa os jogadores do Colorado de terem facilitado a derrota para o Goiás, no Serra Dourada, enquanto o Timão só empatava com o Grêmio, no Olímpico. Apesar de toda a mágoa do mandatário, o atacante Iarley sai em defesa dos antigos companheiros.

O jogador formou o trio de ataque com Gil e Fernandão.O atual são-paulino, aliás, é apontado como o mentor da estratégia para derrubar o Alvinegro. Isso como forma de se vingar pelo polêmico jogo que ajudou o Corinthians a ser campeão brasileiro em 2005. Na ocasião, um pênalti não marcado do goleiro Fábio Costa no volante Tinga praticamente acabou com as chances dos gaúchos.

- O presidente ficou chateado com o rebaixamento. Nós entendemos. Mas, se você olhar a fita daquele jogo, vê que os jogadores deram seu máximo em campo. Sou profissional. Todos conhecem minha maneira de lidar no futebol, jamais faríamos isso . Se existisse o mínimo de conversa sobre isso (corpo mole), os líderes do grupo, que eram eu, Fernandão e o Clemer, jamais deixaríamos isso acontecer - disse.

Iarley garante que a substituição de Fernandão no intervalo da partida não foi uma forma de enfraquecer o Internacional para que o Goiás construísse o placar e conseguisse escapar da degola.

- A substituição do Fernandão já estava programada. Ele é pesado e cansa rápido. O Goiás jogava muito. O time estava com a corda no pescoço – acrescentou.

Os jogadores, aliás, se reencontrarão depois de atuarem juntos no Internacional e no próprio Goiás. Agora, como rivais.

- O Fernandão é meu amigo particular, vai ser uma emoção muito grande enfrentá-lo, uma alegria mesmo. Mas que vença o melhor – completou.

veja também