MENU

Instável, Murray despacha azarão e vai às semifinais

Instável, Murray despacha azarão e vai às semifinais

Atualizado: Quarta-feira, 26 Janeiro de 2011 as 8:18

O ucraniano Alexandr Dolgopolov, história de cinderela do Australian Open, virou abóbora nesta quarta-feira, vítima de um instável Andy Murray, que teve problemas para lidar com o imprevisível adversário. Por 7/5, 6/3, 6/7(3) e 6/3, o britânico, atual número 5 do mundo, volta às semifinais em Melbourne, onde, ano passado, foi vice-campeão.

O escocês de 23 anos, que perdeu seu primeiro set no torneio nesta quarta, agora espera o jogo entre o número 1 do mundo, Rafael Nadal, e o número 7, David Ferrer, para saber quem será seu próximo adversário. O histórico de Murray é negativo diante de ambos. Contra Nadal, são quatro vitórias em 13 jogos. Contra Ferrer, são dois triunfos em cinco partidas.

Em 2010, porém, Murray e Nadal se enfrentaram nas quartas de final do Australian Open, e foi o britânico que saiu com a vitória. Depois de vencer os dois primeiros sets, Murray viu o espanhol abandonar a quadra, reclamando de dores nos joelhos.

Smashes fazem falta

Dolgopolov abriu o jogo desta quarta-feira com chance de quebrar o saque de Murray logo no primeiro game, mas errou um smash fácil. O escocês tirou vantagem da instabilidade do adversário no começo do set e logo abriu 4/1, mas o número 5 do mundo também passou por um momento instável e deixou que Dolgopolov devolvesse a quebra.

No 12º game, depois de desperdiçar um game point que levaria o set para o tie-break, Dolgopolov teve smash fácil - mais uma - para fechar o game. O ucraniano pegou mal na bola e Murray executou a passada. Alguns pontos depois, o escocês conseguiu a quebra e venceu a parcial por 7/5.

- Cada ponto é diferente. É difícil de explicar. Tive problemas para achar meu ritmo no começo, mas joguei bem o bastante. Foi uma partida difícil, foi complicado encontrar meu ritmo - avaliou Murray depois da partida.

Curiosamente, foi mais um smash errado que custou a Dolgopolov a quebra decisiva também no segundo set. Com mais uma falha junto à rede, o ucraniano deixou que Murray abrisse 4/1. O escocês, desta vez, não bobeou. Dominando seus games de saque, o número 5 do mundo só perdeu dois pontos de serviço em todo o set e fechou o set em 6/3.

Instabilidade na hora de fechar

Murray abriu 2/0 no terceiro set e parecia rumar para uma vitória por 3 a 0, mas Dolgopolov não deixou de lutar. O ucraniano se aproveitou de um game ruim do número 5 do mundo, devolveu a quebra e igualou a parcial. O set foi para o tie-break, e o escocês vacilou. Com uma dupla falta e seguidos erros não forçados, Murray perdeu o game de desempate por 7/3.

Mal começou uma reação, Dolgopolov foi sufocado por Andy Murray no começo do quarto set. Voltando a jogar um tênis preciso, o britânico abriu 4/0 e, desta vez, manteve a dianteira até fechar o jogo e assegurar seu lugar nas semifinais.

veja também