MENU

Inter bate CSKA e se garante nas semis após sete anos

Inter bate CSKA e se garante nas semis após sete anos

Atualizado: Quarta-feira, 7 Abril de 2010 as 12

Após sete anos, o Inter de Milão está novamente entre os quatro melhores clubes da Europa. Com um magro, porém tranquilo, triunfo de 1 a 0 sobre o CSKA Moscou fora de casa, o time de José Mourinho se garantiu nas seminais da Liga dos Campeões.

Na próxima fase, o clube italiano, que havia vencido a partida de ida também pelo mesmo placar, encara o Barcelona, que eliminou o Arsenal com um show de Lionel Messi. O argentino fez os quatro gols na vitória de 4 a 1 sobre a equipe inglesa.

Susto e alegria para o Inter nos minutos iniciais

Precisando da vitória para inverter o placar adverso de Milão, o CSKA começou a partida pressionando o Inter em seu campo de defesa. E, logo no primeiro minuto, levou perigo à meta de Julio César com um chute do japonês Honda.

No entanto, para azar dos anfitriões, Diego Milito foi derrubado na entrada da área na primeira vez que o Inter passou efetivamente do meio de campo. Sneijder, que era dúvida para partida por causa de um problema no tornozelo, cobrou forte, a bola passou no meio de barreira e enganou o goleiro Akinfeev. 1 a 0 para o Inter aos seis minutos, e festa do meia holandês que completou 50 jogos em competições organizadas pela Uefa.

Confira os melhores momentos da partida:

Com a vantagem, o Inter se fechou atrás e conseguiu suportar a pressão do CSKA, que criou várias chances de perigo com Honda, Necid e Dzagoev.

No segundo tempo, a tarefa do time de Mourinho foi facilitada pela expulsão de Odiah pelo segundo amarelo após carrinho por trás em Eto´o. O detalhe é que ele havia entrado no primeiro tempo no lugar do zagueiro Berezutski para dar mais força ofensiva ao CSKA.

Mourinho garante o resultado

A vantagem de um homem a mais em campo deixou o Inter tranquilo. No entanto, escaldado, Mourinho ainda tirou Pandev (um dos três atacantes do time ao lado de Milito e Eto´o) e colocou o Chivu, que atua como lateral, zagueiro ou volante, para proteger a defesa.

Até Balotelli, que estava de “mal” com o técnico, também teve sua chance no segundo tempo, entrando na vaga de Milito aos 29 após o argentino desperdiçar incrível chance.

As vaias da torcida local não tiraram o foco dos jogadores do Inter que, sem darem show, conseguiram a vitória e, consequentemente, um lugar nas semifinais da competição. A última vez que o time nerazzurro, campeão da edições de 1964 e 1965, chegou a essa etapa foi na temporada 2002/2003 (foi eliminado pelo Milan).  

veja também