MENU

Inter dá um tempo na renovação e resgata campeões na reta final

Inter dá um tempo na renovação e resgata campeões na reta final

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 3:44

Bolívar é novamente titular desde o jogo com o 

Cruzeiro (Foto: Washington Alves / Vipcomm) O sopro de renovação que envolveu o time titular do Inter ao longo do Campeonato Brasileiro foi amenizado na reta final da disputa. Dois atletas experientes, repetidas vezes campeões pelo clube, voltaram a figurar entre os 11 eleitos de Dorival Júnior. Os últimos passos da equipe vermelha na competição têm Bolívar na zaga e Paulo César Tinga no meio-campo.

Eles reapareceram no time por motivos diferentes. Na zaga, Dorival sentiu falta de uma figura de maior estabilidade – mais mental do que técnica. Assim, trocou Juan, de 20 anos, pelo antigo capitão do time, de 31. Desde o retorno de Bolívar, são três jogos, com duas vitórias e uma derrota. O Inter levou dois gols no período.

No meio, a mudança foi de ordem tática. Dorival decidiu colocar Tinga, de 33 anos, para dar maior movimentação ao meio-campo. Primeiro, sacou Andrezinho. Depois, recuou o antigo reserva para a função de volante, na vaga de Bolatti, suspenso. Foi assim que o Inter venceu o Botafogo neste domingo. E o argentino deve parar no banco contra o Flamengo.

A eles, porém, seguem misturados jovens que entraram no time titular ao longo de 2011. São os casos do goleiro Muriel, do zagueiro Rodrigo Moledo, do meia Oscar e dos atacantes Gilberto e Leandro Damião.

- A gente usou vários jogadores na temporada. Deu o acaso de voltarmos a jogar agora. Alguns estavam fora, como era meu caso. O Inter depende dos jogadores mais jovens e de alguns que estão há mais tempo na casa. Essa experiência tem seu valor, misturada ao pessoal mais novo – comentou o meia Tinga.

A entrada de Bolívar e Tinga na equipe fez a média de idade subir. Ela passou de 24,1 para 25,8 anos. O time da vitória sobre o Botafogo, mais experiente do que o anterior, deve ser repetido contra o Flamengo.

- A gente ficou muito feliz com a atuação que a equipe teve. Enfrentamos um adversário direto. Tivemos inúmeras oportunidades, e sempre acabávamos pecando. Era a última oportunidade. Graças a Deus, deu tudo certo, e demos um passo importante para entrar na Libertadores – comemorou o zagueiro Bolívar, em entrevista para a Rádio Gaúcha.

Dorival Júnior tem quase todo o elenco à disposição. A exceção é o atacante Jô, que se recupera de artroscopia no joelho direito. Zé Roberto é dúvida. Ele voltou a sentir dores na região da cirurgia para correção de hérnia inguinal e não foi relacionado para o último jogo – também tem seu comprometimento questionado pelo clube.        

veja também