MENU

Inter não reclama de campo sintético, que ganha até elogios

Inter não reclama de campo sintético, que ganha até elogios

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 4:07

O Inter não viu razões para reclamar, pelo menos antes da partida contra o São José-Poa, do gramado sintético do Passo D’Areia. Depois de o elenco colorado treinar no palco do jogo, acabou amenizada a preocupação que o clube manifestava antes. Os profissionais vermelhos dizem que a situação não pode ser considerada normal, mas chegam a elogiar o gramado do duelo das 21h50m desta quarta-feira.

É o caso do técnico Celso Roth. Ele destacou a iniciativa do Zequinha de criar um gramado artificial e disse que cabe ao Inter se adaptar a ele.

- É um campo sintético. Já tínhamos a noção do que seria. Só em alguns espaços tem um excesso de borracha, mas a direção do São José disse que vai retirar um pouco para ficar dentro da normalidade. Treinamos em cima desse local. A bola perde um pouco a direção, mas é normal. São dificuldades que temos que superar. O São José está de parabéns pelo empreendimento, e nós, por não termos tido mais tempo para trabalhar, temos que nos adaptar com um tempo curto. É uma ideia interessante. Vamos nos adaptar o mais rapidamente possível ao terreno – disse o treinador colorado.

A situação lembra o primeiro jogo da final da Libertadores do ano passado, quando o Inter enfrentou o Chivas, no México, em um gramado artificial. E venceu por 2 a 1.

- Lembro que elogiamos bastante aquele campo. O gramado é bom. Não é normal, porque não é grama natural, mas é bom. Temos que passar por cima de qualquer dificuldade – comentou o volante Guiñazu.

Celso Roth disse que nenhum dos desfalques colorados é decorrência do temor por lesões no gramado do Passo D’Areia. O Inter, sem boa parte de seu time titular, irá a campo com Lauro, Daniel, Índio, Ronaldo Alves (Sorondo) e Juan; Wilson Matias, Guiñazu, Andrezinho, Oscar e Rafael Sobis (Zé Roberto); Cavenaghi.      

veja também