MENU

Inter, pressionado, encara o Coelho em jogo com mandante invertido

Inter, pressionado, encara o Coelho em jogo com mandante invertido

Atualizado: Domingo, 5 Junho de 2011 as 9:18

Com a pressão do acúmulo dos maus resultados, o Inter encara o América-MG neste domingo, às 18h30m, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O mando de campo é do Coelho, mas o jogo será realizado em Campo Grande (MS), região de forte presença gaúcha. Os colorados devem ser maioria no estádio Morenão.

O América-MG, no ano de retorno à primeira divisão, tem largada melhor do que seu adversário no Brasileirão. O Coelho tem três pontos, contra apenas um do Inter.

América-MG:   o Coelho quer mostrar que a goleada sofrida para o Vasco, na última rodada, foi um acidente de percurso. Em São Januário, a equipe mineira exagerou nas falhas individuais e nos gols perdidos. Esse dois pontos foram centrais na conversa durante a semana, e a expectativa é que sejam superados contra o Internacional. Além do mais, este confronto em Campo Grande será o primeiro teste da proposta alviverde de mandar alguns jogos fora de Sete Lagoas.

Inter:   os gaúchos tentam driblar a crise. Nos últimos sete jogos, o Inter só venceu um. A largada no Brasileirão teve um empate contra os reservas do Santos e uma derrota em casa para o Ceará. A diretoria começa a ser pressionada a demitir Paulo Roberto Falcão. Só a vitória dará alívio aos colorados.

América-MG:   Mauro Fernandes não terá o volante Dudu, que foi expulso contra o Vasco. Contundidos, Micão e Irênio continuam de fora, dando nova oportunidade a Anderson e Rodriguinho. Por outro lado, o Coelho terá o retorno do lateral-direito Marcos Rocha, que cumpriu suspensão nas duas primeiras rodadas. O provável América-MG terá: Flávio; Marcos Rocha, Anderson, Gabriel e Carleto; Gláuber, Amaral, Leandro Ferreira e Rodriguinho; Eliandro e Fábio Júnior.

Inter:   Falcão monta um time que, na teoria, é mais ofensivo do que o habitual, com Guiñazu e Tinga, dois jogadores de saída, como dupla de volantes. A novidade é a presença de Cavenaghi como parceiro de Zé Roberto no ataque. Provável escalação: Renan, Nei, Bolívar, Rodrigo e Juan; Guiñazu, Tinga, D'Alessandro e Oscar; Zé Roberto e Cavenaghi.

América-MG:   Mauro Fernandes está longe de ter todo o elenco à disposição. Alguns jogadores estão contundidos, outros chegaram há pouco e aguardam a forma ideal ou a regularização. No departamento médico, o Coelho tem o zagueiro Micão, com problema no joelho esquerdo, e os meias Netinho, que se recupera de uma fratura no pé, além de Irênio, com tendinite no joelho esquerdo. O lateral Gilson e o meia Fabrício foram contratados recentemente e precisarão de alguns dias. Além disso, Dudu cumprirá suspensão diante do Inter.

Inter:   o Inter está sem três titulares: o lateral-esquerdo Kleber, lesionado, mais o volante Bolatti e o centroavante Leandro Damião, convocados para defender as seleções de Argentina e Brasil. Falcão também segue sem o meia Andrezinho e o atacante Rafael Sobis, lesionados.

América-MG:   não tem jogadores pendurados

Inter:   o Inter tem dois jogadores pendurados no Brasileirão: o lateral-direito Daniel e o volante Bolatti. Porém, nenhum deles participará da partida deste domingo.

América-MG:   Marcos Rocha vai estrear no Brasileirão, e o técnico o considera um grande reforço. Considerado o melhor da posição no Campeonato Mineiro, Rocha é titular absoluto da equipe. A volta dele criou expectativa até no artilheiro Fábio Júnior, que brincou durante a semana que espera ter mais chances de gol contra o Internacional.

Inter:   Cavenaghi é a principal atração do Inter na partida. Contratado com pinta de maior reforço vermelho para 2011, o jogador teve poucas chances e só marcou um gol com a camisa colorada. Na opinião de Falcão, ele é da mesma função de Leandro Damião, o dono da camisa 9. A ausência do titular dá uma chance ao Torito.

Fábio Júnior, atacante do América-MG:   "O Inter, pela qualidade que tem, não é uma equipe que vai jogar recuada. Pela qualidade, vão buscar o gol a todo momento. Temos que tomar bastante cuidado. Nos dois primeiros jogos saímos atrás, e tivemos que correr dobrado. Lá na frente é aproveitar as oportunidades para vencer". Paulo Roberto Falcão, técnico do Inter:   "A gente vai tentar buscar os pontos que perdeu. É desnecessário dizer que é muito difícil. Todos os jogos são complicados. Não tem jogo fácil. O importante é fazer um bom jogo".

* O Internacional nunca perdeu para o América-MG em jogos pelo Brasileirão. Foram sete encontros, com quatro vitórias dos gaúchos e três empates. O Colorado fez sete gols e sofreu dois. * Somando todas as competições, a vantagem também é colorada. América-MG e Internacional jogaram 12 vezes na história, com seis vitórias dos gaúchos, duas dos mineiros e quatro empates.

* O time mineiro guarda uma boa lembrança do confronto com o Inter. Em 1998, o Coelho eliminou o Colorado da Copa do Brasil. A decisão foi nos pênaltis após uma vitória por 1 a 0 para cada lado.

O último confronto entre América-MG e Internacional foi pela extinta Copa Sul-Minas, em 2002. Os mineiros foram até Porto Alegre e saíram de lá goleados. Fernando Baiano, Carlos Miguel; Vítor (contra) e Fabiano marcaram os gols do Colorado na goleada por 4 a 0. 

veja também