MENU

Inter sofre gol inesperado, reage e vai para grupo do Santos

Inter sofre gol inesperado, reage e vai para grupo do Santos

Atualizado: Quinta-feira, 2 Fevereiro de 2012 as 8:29

O Internacional sofreu, mas conseguiu assegurar vaga à fase de grupos da Copa Libertadores da América. Na noite desta quarta-feira, o clube colorado sofreu um gol relâmpago, mas mostrou comportamento maduro e arrancou empate por 2 a 2 com o Once Caldas, em plena altitude de Manizales, obtendo um lugar entre os 32 times que buscarão a taça mais importante do continente sul-americano.

O resultado foi suficiente para o Inter passar de fase, já que vencera por 1 a 0, com gol de Leandro Damião, a primeira partida válida pela fase Pré-Libertadores, em duelo disputado no último dia 25. Agora, o time comandado por Dorival Júnior irá enfrentar um duro desafio na etapa de grupos.

Campeão da Copa Libertadores nos anos de 2006 e 2010, o Inter terá pela frente na próxima etapa o Santos, vencedor justamente da última edição e cabeça de chave do Grupo A da edição 2012. Além do compatriota, o time gaúcho enfrentará também o Juan Aurich, do Peru, e o The Strongest, da Bolívia.
 

Inter se recupera com grande atuação de D'Alessandro 

Escalado com cautela por Dorival Júnior nesta quarta, o Internacional, sem Dagoberto no setor ofensivo e com Tinga no meio-campo, demorou apenas um minuto para sentir a enorme pressão imposta pelo Once Caldas na altitude de Manizales. Com pouco mais de um minuto, Beltrán caiu na área, depois de disputa com Nei, e viu o árbitro marcar a penalidade, atitude que revoltou os jogadores do clube gaúcho.

As reclamações, entretanto, não surtiram resultado. O árbitro Francisco Chacon, do México, colocou a bola na marca penal. Na batida, Jorge Daniel Núñez bateu firme, rasteiro, sem chances para Muriel. O gol estragou completamente o plano brasileiro de controlar o ímpeto dos donos da casa e amenizar a pressão dos torcedores em Manizales.

O tento, por outro lado, empolgou ainda mais os donos da casa. Aos 8min, depois de grande bate-rebate dentro da área colorada, Beltrán desviou de cabeça e viu a bola explodir na trave. Após o rebote, Nei precisou salvar o segundo gol dos colombianos.

O susto fez bem ao Inter. No lance seguinte, D'Alessandro, que por pouco não deixou a equipe para atuar na China, descolou um lindo passe de cavadinha para Oscar. Livre, o meia carregou e parou apenas quando Casierra o derrubou: pênalti. Na batida, o argentino mostrou categoria, empatou o duelo e comemorou muito.

A igualdade diminuiu a pressão dos colombianos e, consequentemente, aumentou a confiança do Inter dentro do gramado. Solto em campo, o clube gaúcho cresceu de rendimento e conseguiu a virada aos 22min.

Depois de grande triangulação, D'Alessandro recebeu na área e rolou para Tinga, com tranquilidade, tocar para as redes.

A comemoração pela virada, contudo, não durou muito. No lance seguinte, Mario González chutou cruzado e igualou novamente o marcador. Resultado que não se alterou até o final do grande primeiro tempo proporcionado pelas duas equipes nesta quarta.

Inter abusa de perder gols, mas segura empate

O Inter retornou a campo melhor para a segunda etapa. Logo aos 4min, o volante argentino Guiñazu arriscou firme para o gol e viu Martínez fazer uma grande defesa, evitando mais uma virada do clube colorado.

Sem o susto inicial e enfrentando um adversário vacinado pelo contra-ataque gaúcho, o Inter dominou a etapa complementar. Aos 17min, D'Alessandro, principal destaque da equipe brasileira, recebeu ótimo passe de

Leandro Damião, driblou o zagueiro e, frente à frente com o goleiro rival, chutou. Contudo, a bola saiu fraca e facilitou a defesa de Martínez.

A oportunidade perdida retraiu o Internacional em campo. Por outro lado, o Once Caldas perdeu o ímpeto apresentado durante a primeira etapa. A melhor chance criada pelos colombianos foi aos 27min. Depois de falha de Rodrigo Moledo, Reinoso acertou uma bicicleta e exigiu grande defesa de Muriel.

Sem um adversário com o mesmo comportamento agressivo dos 45 minutos iniciais, o Inter manteve a postura madura e evitou qualquer tipo de sofrimento nos minutos finais. Aos 40min, Dagoberto ainda perdeu outra chance incrível de dar a vitória ao time colorado. No entanto, nada que atrapalhasse a classificação brasileira à fase de grupos da Libertadores.


FICHA TÉCNICA

ONCE CALDAS 2 x 2 INTERNACIONAL

Gols:

ONCE CALDAS: Nuñez, aos 3min do 1º tempo; e González, aos 24min do 1º tempo

INTERNACIONAL: D'Alessandro, aos 11min do 1º tempo; e Tinga, aos 22min do 1º tempo

ONCE CALDAS: Martínez; Ramos, Amaya, Acosta e Casierra (Cuero); Alvarez (Del Valle), González e Rivas; Nuñez, Beltrán (Reinoso) e Pajoy. 

Técnico: Pompilio Paez.

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Guiñazu, Bolatti, Tinga (Elton), D'Alessandro e Oscar (Fabrício); Leandro Damião (Dagoberto). 

Técnico: Dorival Júnior.

Cartões Amarelos 

INTERNACIONAL: Oscar, Nei e Muriel

Árbitro 
Francisco Chacón (México)

Local 
Estádio Palogrande, em Manizales (Colômbia)

veja também