MENU

Irmão de empresário sequestrado em Piracicaba acredita que casal está vivo

Irmão de empresário sequestrado em Piracicaba acredita que casal está vivo

Atualizado: Quarta-feira, 23 Fevereiro de 2011 as 2:53

Depois de oito dias sem respostas sobre o sequestro do casal de empresários Cláudio Meneguetti e Lilian Simioni, de Piracicaba, a 160 km de São Paulo, a família ainda aguarda alguma pista ou informação que possa ajudar nas investigações, mas acredita que os dois estão vivos. Mesmo com a ajuda de policiais da região e da capital paulista, dos depoimentos e das denúncias anônimas, as investigações da polícia permanecem em sigilo e sem pistas concretas dos desaparecidos.

O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro. O casal foi sequestrado da casa onde morava e a empregada da família foi encontrada morta no imóvel. José Reynaldo Meneguetti, irmão do empresário desaparecido, disse que a família ainda não recebeu nenhum contato dos sequestradores e faz um apelo à população para a divulgação de qualquer dado que possa ajudar nas investigações.

Ele disse que ainda tem esperanças de que o irmão e a cunhada estejam vivos, mas se preocupa com as condições de saúde dos dois - Cláudio é hipertenso e diabético, e Lilian toma remédios contra um câncer que só podem ser obtidos com receita médica em hospitais.     O irmão do empresário disse ainda que a filha do casal, uma jovem de 22 anos, está surpreendendo a família com a forma com que está suportando a dor do desaparecimento dos pais. Ainda segundo Meneguetti, a família confia no trabalho da polícia para a solução do caso.

A Polícia Civil deve divulgar na tarde desta quarta-feira (22) o retrato falado de um suspeito.

Investigações

Desde o dia do sequestro, diversos depoimentos foram ouvidos pelo delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Piracicaba, João Batista de Camargo. A polícia também apurou uma denúncia de que o casal estaria em uma favela em São Paulo, mas esta hipótese foi descartada após verificação feita na capital paulista.

De acordo com a polícia, os criminosos ainda não efetuaram nenhum contato com a família. Segundo o delegado, policiais da Delegacia Especializada em Antissequestro de Campinas ajudam nas investigações. Outros 50 homens também participam das ações.

Meneguetti e a mulher foram levados no carro do empresário, uma caminhonete S10, encontrada na quinta-feira (17) a 100 metros da residência das vítimas.    

veja também