MENU

Irritado, Ferguson critica federação inglesa por punição a Rooney

Irritado, Ferguson critica federação inglesa por punição a Rooney

Atualizado: Sexta-feira, 8 Abril de 2011 as 10:41

O técnico do Manchester United, sir Alex Ferguson, continua com a língua afiada. Depois de ser punido por reclamar de árbitros da Premier, o escocês voltou a soltar o verbo contra a Football Association (FA), desta vez por conta da suspensão de dois jogos de Wayne Rooney. Para Ferguson, a FA teria pressionado o oficial que preencheu a súmula da partida contra o West Ham, Lee Mason, a dar um parecer negativo sobre o comportamento de Rooney.

O comandante dos Red Devils foi irônico em relação à entidade.

- Não sei se você pode usar a palavra justiça mais. Fizemos uma apelação. O jovem se desculpou pelo ato, mas sabia que não conseguiríamos nada. Mas isso vai nos unir mais ainda. Só fico triste pelo Mason. Ele colocou a si mesmo em uma posição terrível. Ele foi pressionado. Não tenho dúvidas disso - alfinetou o técnico.

Outro alvo de Ferguson foi o superintendente da polícia, Mark Payne, que publicou comentários sobre Rooney em seu blog oficial. Payne afirmou no site que se o atacante do Manchester tivesse agido desse modo na partida contra o Wolverhampton, antes do jogo contra o West Ham, teria pedido aos seus oficiais para que o prendessem.

O técnico do Manchester acusou o superintendente de "necessidade de ser notado".

- Todo mundo tem uma opinião hoje. Mas há um problema no mundo moderno da necessidade de aparecer. Existe um sujeito pequenino, provavelmente nunca reconhecido na vida, que conseguiu elevar a si mesmo ao que quer que seja na polícia. Pessoas em posição de influência devem agir como seres humanos. Não é pedir muito. A polícia já prendeu alguém por xingamento em uma noite de sábado? Não brinquem comigo. Essa é boa - disse.

O Manchester não conseguiu reduzir a pena de dois jogos de suspesão do atacante, que foi julgado por proferir xingamentos em frente à uma câmera de televisão, após marcar um dos três gols na vitória do clube sobre o West Ham, no sábado, pelo Campeonato Inglês.      

veja também